Cidades Quinta-feira, 30 de Junho de 2011, 16:16 - A | A

Quinta-feira, 30 de Junho de 2011, 16h:16 - A | A

EDUCAÇÃO EM PAUTA

Método de educação 'forma' analfabetos funcionais

Ciclo de formação humana adotado pelas escolas está tendo distorções de percurso, avalia conselheira de educação

ALIANA F. CAMARGO
aliana@hipernoticias.com.br

Mayke Toscano/Hipernotícias
Além de melhores salários, professores querem qualidade no ensino

O novo método recomendado pelo Ministério da Educação e adotado em Mato Grosso, está provocando a formação de analfabetos funcionais, que são aqueles estudantes que não têm interesse pela leitura ou estão distantes dos fatos mais corriqueiros na sociedade.

O ciclo de formação humana adotado pela Secretaria de Educação, tem o objetivo de oferecer um acompanhamento individual, no qual busca perceber as dificuldades do estudante nas matérias e assim fazer a intervenção pedagógica, isso faz com que o aluno não precise reprovar de ano, ele apenas revê no ano seguinte as dificuldades que teve em determinado assunto.

Para a professora Rosana Aparecida que leciona na Escola Presidente Medici, o maior estabelecimento em atendimento a alunos de Mato Grosso, o ciclo de formação humana, no papel, é muito interessante, mas o programa não condiz com a realidade porque não há estrutura suficiente para atender alunos individulamente.

“Ano passado eu tinha um aluno na sexta série que abandonou a escola. Neste ano, ele entrou na escola cursando a sétima série sem que fizesse grande esforço para isso. A escola, com este novo ciclo está formando analfabetos funcionais, mas chancelado pelo governo”, afirmou.

Rosana, professora de português desde 2000, esclarece que não apoiava nenhuma greve, mas que nesta, a sua angústia é buscar a qualidade necessária para os estudantes saírem do ensino fundamental com uma boa base. “Leciono em faculdades e vejo a grande dificuldade deles em escrever, em formar uma ideia”, aponta.

Para o diretor Dimas Antônio Silva, da escola Ulisses Cuiabano, além da valorização salarial o governo deve observar o profissional. “Não adianta levar o aparato tecnológico para as escolas se não ajudam a parte humana”, avaliou.

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

A conselheira estadual de educação, Maria Luiza Zaniato, explicou que o sistema do ciclo de formação humana, que é amparado pela Lei de Diretrizes e Bases (LDB) foi criado em 2002 e desde então está tendo distorções de percursos.

A estrutura do ciclo não fala de aprovação ou reprovação. A proposta deixou em aberto para cada escola avaliar a participação do aluno que deve ter pelo menos 75% de frequência na sala de aula para ser aprovado.

A conselheira explicou que os alunos que não atingem a expectativa, as escolas devem oferecer a turma de superação, em que a idade do aluno corresponda a turma em que deve cursar. Contudo, Maria Luiza indica que a definição da promoção do aluno pode estar ocorrendo equívocos por parte da direção das escolas.

“Estamos vendo que há falta de informação por parte dos gestores escolares. Desde de 2005 queremos fazer uma conferência para avaliar como está o ciclo dentro da sala de aula”, apontou Maria Luiza.

O conselho de estadual e a secretaria de Educação (Seduc) irão avaliar em 120 dias a estrutura do ciclo, a partir de uma conferência que deve ser programada.

EM LUTA

Na tarde desta quinta-feira (30), professores paralisados fazem caminhada e panfletagem pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Palácio da Justiça (TJ), Palácio Paiaguás e Secretaria de Administração (Sad).

Segundo o Sintep (Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público) ainda existem 50% de escolas sem atividades, mas com os cortes de salários adotado pela Seduc para coibir a greve, vários professores estão voltando às salas de aula, porém ainda não se sabe o número exato de desistências da paralisação.

O Sintep anunciou que a próxima assembleia geral será realizada na segunda-feira (04) às 14h na escola presidente Médici, oportunidade em que irão avaliar a greve no setor.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros