Domingo, 21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Cidades Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 11:27 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 11h:27 - A | A

DEU NO ATLAS DA VIOLÊNCIA

Facção criminosa PCC suplanta o CV no domínio da rota do tráfico de drogas em Mato Grosso

Rota antes era dominada pelo Comando Vermelho; criação da facção nativa "Tropa Castelar", que se uniu ao PCC, tem causado perda de espaço do CV no Estado

JOLISMAR BRUNO
Da Redação

O estudo 'Atlas da Violência - Retrato dos Municípios brasileiros' revela que a zona de fronteira de Mato Grosso com a Bolívia vem sendo dominada pela facção criminosa Primeiro Comando Capital (PCC), suplantando a anterior hegemonia do Comando Vermelho (CV), facção que predomina no território estadual. Mato Grosso tem posição estratégica para a entrada de drogas no território nacional, principalmente a cocaína e, por isso, é palco de confrontos entre as maiores facções criminosas do Brasil. 

Segundo o documento divulgado nesta terça-feira (18), o PCC sempre atuou na região de fronteira de Mato Grosso com a Bolívia, mas não tinha o domínio da rota rodoviária para escoar droga para os estado de São Paulo e Paraná, que passa por Sorriso. 

O crescimendo do PCC em Mato Grosso está ligado a conflitos entre membros do CV que deixaram a organização e criaram a facção nativa 'Tropa Castelar', formada a partir de dissidentes do CV que se aliaram ao PCC no final de 2022. Reportagem do HiperNotícias que foi mencionada no estudo nacional explica o surgimento da Tropa Castelar. 

LEIA MAIS: Tropa Castelar: Conheça a facção criminosa que surge em Mato Grosso e dá força ao PCC no Estado

Conforme o estudo, esse cenário causou aumento de crimes em Sorriso e elevou a cidade para 7ª posição entre as cidades mais violenta do Brasil com mais de 100 mil habitantes. Sua taxa de homicídios é de 70,5/100 mil. A nacional é de 21,7 por 100 mil habitantes, conforme já reportado pelo HNT.

LEIA MAIS: Sorriso é a 7ª mais violenta do Brasil com taxa de homicídios de 70,5 por 100 mil habitantes

Além de Sorriso, outras cidades da região também tiveram aumento significativo nos casos de violência, como revelou o estudo. 

"[...] trouxe altíssimos índices também para Aripuanã e Colniza, todos no norte mato-grossense. Já no sudoeste do estado, sobressalta-se o município de Barra do Bugres, cenário de chacinas e mortes muito violentas, inclusive em ações policiais", diz trecho do documento. 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros