Cidades Sexta-feira, 08 de Julho de 2011, 16:07 - A | A

Sexta-feira, 08 de Julho de 2011, 16h:07 - A | A

MAQUIAGEM?

Construido há 4 anos, ginásio Aecim Tocantins já apresenta problemas na estrutura; veja fotos

Procuradoria-Geral do Estado vai notificar a empreiteira da obra, a Lotufo Engenharia, para fazer os devidos reparos urgentes

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

Mayke Toscano/Hipernotícias
Obra, que custou ao Estado R$ 26 milhões, já apresenta alguns deterioramentos

A estrutura do ginásio Professor Aecim Tocantins, em Cuiabá, apresenta rachaduras em alguns pontos. Paredes estão com brechas e alguns pilares de ferro, que sustentam o telhado, estão com ferrugem exposta. Uma pessoa denunciou o problema e disse que a empreiteira responsável pela obra, a Lotufo Engenharia e Construções, já entregou o prédio “condenado”. 

Veja a galeria de imagens

O autor das denúncias disse que se ventar muito as telhas caem e que com as obras da Arena Pantanal a situação ficou ainda pior, pois a estrutura treme quando máquinas pesadas estão em atividade.

“Todo dia tem um rachadura nova e pedaços do ginásio caindo. Quando passa máquina nas obras da Arena balança tudo”, disse fonte que prefere não se identificar.

Inaugurado em 31 de maio de 2007 pelo então governador Blairo Maggi, o ginásio Aecim Tocantins foi construído para abrigar quase 10 mil pessoas. Cerca de dois anos depois, jornais de Cuiabá mostraram que uma das colunas de sustentação do telhado apresentava ferrugem e o pilar com rachaduras.

A secretária adjunta de Esportes e Lazer, Janete Carvalho, disse que tem uns reparos a serem feitos pela empreiteira e que a obra não foi entregue da maneira que havia sido licitada. A gestão anterior já tinha pedido uma sindicância junto a extinta Secretaria de Infrestrutura (Sinfra), para que reparos fossem feitos.

Quando perguntada sobre problemas na estrutura, Janete confirmou rachaduras, mas que é um processo natural de acontecer. “Tem que deixar um espaço para a dilatação, mas a sindicância é preciso para ver até aonde isso é normal. O patrimônio é do povo e tem muito dinheiro aqui”, frisou.

Quanto ao fato de o ginásio tremer com a obra da Arena Pantanal, a secretária adjunta acredita estar dentro da normalidade. “O balanço na estrutura é um processo natural e acrescentou que rachaduras no prédio já existia antes mesmo de começar obras do Verdão”, argumentou.

O superintendente do Complexo Verdão, Joubert Brito de Lima, disse que não há irregularidades na estrutura, apenas alguns reparos que a empreiteira tem que fazer. “Já foi feito um encaminhamento para a realização de alguns reparos, como por exemplo o piso da quadra. O projeto foi feito para que quadra fosse de madeira, mas a construção é de cimento (temporário). A empreiteira terá que fazer da forma que foi orçado”, garantiu.

Quanto ás rachaduras encontradas no interior do prédio, Joubert ressaltou que não é problema na estrutura. “As rachaduras não são problemas estruturais do prédio".

O superintendente disse ainda que a notificação para a empreiteira foi feita pela antiga Sinfra. “É ela que notifica porque é lá que tem profissionais de engenharia”, pontuou.

SINFRA

À época respondendo pela Sinfra, mas hoje adjunto da Secretaria das Cidades, Jean Martins, disse que a Empresa Lotufo será notificada no final da semana que vem e que a Auditoria-Geral do Estado é que fará a notificação.

“O que auditoria quer é que a empresa faça os reparos sem causar ônus para o erário”, alertou Jean.

O prazo para realizar os reparos, segundo o adjunto, é a auditoria que determina. “O prazo é técnico e quem determina é a Auditoria do Estado”, ressaltou.

OUTRO LADO

A reportagem entrou em contato com a empreiteira Lotufo e a informação é que os diretores da empresa não estavam na sede da empresa.

O representante da direção, identificado por Marcos, disse que as informações seriam repassadas mediante solicitação por e-mail. No entanto, até o fechamento da matéria não houve retorno.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Cristiane Couto 08/07/2011

Essa construtora não é aquela do ex-tesoureiro do Blairo Maggi e que recebeu dindin do DNIT? Pelo jeito se a Lotufo fez a rodovia pela qual recebeu 200 milhões, já da pra ver o resultado da obra. Pega dinheiro publico e faz obra porcaria.

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros