Sábado, 22 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,83
libra R$ 5,83

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,83
libra R$ 5,83

Cidades Quinta-feira, 01 de Novembro de 2018, 15:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 01 de Novembro de 2018, 15h:00 - A | A

CONTRA OPRESSÃO

Comunidade LGBT realiza roda de conversa na Praça da Mandioca

WILLIAN BELTER

Um Grupo de ativistas LGBT organiza para esta quinta-feira (01) uma roda de conversa na Praça da Mandioca na região central de Cuiabá para discutir mecanismos de resistência e luta pelo espaço. O evento denominado “Resistência LGBT” está sendo divulgado por meio da página Levante Popular da Juventude Mato Grosso, na rede social Facebook.

 

DIVULGAÇÃO

lgbt

 

De acordo com os organizadores do evento, o local, que é frequentado principalmente pelo público LGBT, tem sido cenário de agressões e assédios contra mulheres, gays, lésbica, trans e contra a negritude.

 

“A situação se agrava com a forte repressão das forças do Estado e com o resultado das eleições. Nós iremos realizar uma Roda de Conversa, buscando reunir os LGBTS que frequentam a Praça da Mandioca para discutirmos mecanismos de resistência e luta no espaço” pontuou a organização do evento.

 

De acordo com Carolina Tominato, uma das organizadoras do encontro, a intenção do grupo é se fortalecer e criar um coletivo LGBT na Praça da Mandioca.

 

“Estamos vivenciando tempos sombrios. Inúmeros discursos de ódio e violência contra a comunidade LGBT ganham mais vida com a eleição do Bolsonaro e precisamos nos unir para reverter esse quadro”, declarou Tominato.

  

Segundo o grupo de resistência LGBT, com o resultado das eleições a situação se agrava com forte repressão que encoraja o fascismo, machismo, racismo e LGBT fobia.

 

“Considerando a crescente onda fascista e as várias repressões contra o público que frequenta a Praça da Mandioca, faremos uma roda de conversa no intuito de elencar formas de combate às opressões e o preconceito”, concluiu.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Jcarlos 03/11/2018

Verdadeira palhaçada. O que o Presidente tem haver com isso. Agora se um membro lgbt machucar o dedinho, o presidente é culpado.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros