Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Cidades Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2016, 08:32 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2016, 08h:32 - A | A

INQUÉRITO POLICIAL

Aposentado de 68 anos é preso acusado de estuprar enteada de 2 anos

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil  prendeu o aposentado H.R.M., 68 anos, acusado de estupro de vulnerável contra uma menina de 2 anos.  A criança é enteada do suspeito. A prisão ocorreu na tarde desta quarta-feira (30), em Cuiabá.

 

A prisão foi pedida após a conclusão do inquérito policial da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), que apurou o caso.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

delegado eduardo botelho/deddica

O caso foi investigado pelo delegado Eduardo Botelho

O crime aconteceu na noite de 11 de janeiro, dentro da residência do suspeito, no bairro Sonho Meu, em Cuiabá, quando ele abordou a enteada de 2 anos de idade.

 

Segundo a Polícia Civil, o acusado agiu para satisfazer sua lascívia. Ele também constrangeu a vítima ao praticar carícias em suas partes íntima. Os abusos acabaram sendo flagrados pela mãe da menina, que logo acionou a polícia.

 

Diante dos indícios de autoria colhidos durante o trabalho de investigação, o aposentado teve o pedido de prisão preventiva por estupro de vulnerável majorado, representado pelo delegado de polícia da Deddica, Eduardo Botelho, na conclusão do inquérito policial.

 

Com a ordem de prisão preventiva expedida, os investigados localizaram o procurado em uma casa no bairro Pedra 90. Em seguida, H.R.M. foi conduzido à Deddica e posteriormente transferido para o Sistema Prisional da Capital, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros