Domingo, 19 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Brasil Domingo, 13 de Novembro de 2016, 12:33 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 13 de Novembro de 2016, 12h:33 - A | A

Motorista de Uber vira modelo e representa o TO no Miss Plus Size

G1

Ela tem 33 anos, 1,75 de altura e 106 quilos de muita beleza. Thaty Marchi é a representante do Tocantins no concurso Miss Plus Size Nacional, que será realizado no dia 26 deste mês no Rio de Janeiro. Motorista de Uber, ela virou modelo em junho deste ano após ser descoberta em uma loja de roupas. Agora, está a um passo de conquistar um dos seus sonhos: ganhar o título nacional e virar referência na luta contra a 'gordofobia'.

 

Divulgação

Miss

 

Thaty atualmente mora em São Paulo, mas viveu no Tocantins durante nove anos e se formou em jornalismo pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), razão pela qual decidiu representar o estado no concurso. "Mais vínculo do que tenho com o Tocantins não existe: me formei na UFT, meu filho é tocantinense e meu coração também".

 

A jornalista, motorista e agora modelo está em Palmas para divulgar o concurso. Também foi até a região do Jalapão pegar algumas peças de capim dourado feitas pelas artesãs da região. O objetivo é usar o material para compor o traje típico a ser usado durante o desfile.

 

“Uma das maiores preocupações era o vestido temático. O meu vai ser cravejado de capim dourado. Vai ser capim dourado para todos os lados. Eu vim buscar o capim das artesãs e levá-lo para o Brasil e para o mundo”, disse confiante.

 

Após formar em jornalismo em 2008, em Palmas, Thaty foi para São Paulo fazer uma pós-graduação e passou a atuar como Consultora de Gestão, nas áreas de Operações e Inteligência de Mercado. Em fevereiro deste ano,  começou a trabalhar como motorista de Uber nas horas vagas. Mas foi em junho que viu a vida dar uma guinada.

 

Em um dia como outro qualquer, saiu de casa para ir a uma loja de roupas comprar um vestido. Lá, foi descoberta por uma estilista.

 

“Ela falou para mim: 'Você nunca pensou em ser modelo'? Eu falei: 'Você acha que eu consigo'? Ela falou para eu ir ao Rio de Janeiro para me apresentar algumas pessoas. Me apresentou fotógrafos e o mundo plus size. Em seguida, me convidaram para fazer parte do concurso nacional”, contou.

Depois que virou modelo, Thaty foi convidada para estrelar uma campanha de lançamento de um carro. Entre convites, desfiles e ensaios fotográficos, ela se apaixonou pelo mundo da moda.

 

“Eu me vejo na televisão, nas fotos e eu quero cada vez mais melhorar. Antes eu não andava nem de salto, não usava maquiagem e eu fui aprendendo. Tem as super modelos plus size lá fora, você olha e diz: ‘Será que um dia vou conseguir chegar aos pés delas? Isso me move, é incrível”.

 

E se nas passarelas e nos comerciais, Thaty começou a fazer sucesso, no dia-a-dia como motorista de Uber também. A propóstio, ela é uma uma das pioneiras entre as mulheres motoristas de aplicativos na cidade de São Paulo.

 

"Os passageiros entram e falam: 'Moça, é você na televisão?', eu falo: 'Sou'. Eles dizem: 'Você pode tirar uma selfie comigo?'. É muito legal o carinho", diz orgulhosa.

 

Com o foco no concurso, a miss Tocantins precisou mudar a rotina. Agora, vai ao spa toda semana, cuida do corpo, da pele e da alimentação.

 

“Tudo gira em torno da saúde e da beleza. Somos gordinhas sim, mas nós temos que ser bem cuidadas. A alimentação mudou porque eu queria desinchar para ficar melhor no vestido, até para andar de salto, melhorar a postura, a respiração. Cuidados com o cabelo e no rosto vários cremes. Tudo isso para representar o Tocantins de forma brilhante”, acrescentou.

 

Thaty argumenta que ganhar o título será a realização de um sonho, mas além do prêmio, o concurso permitirá a ela defender uma bandeira com mais afinco: a luta contra a 'gordofobia'. “Por que o preconceito, se as diferenças são tão bonitas?”, finalizou.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros