Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Artigos Sábado, 01 de Outubro de 2022, 11:53 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sábado, 01 de Outubro de 2022, 11h:53 - A | A

GUSTAVO OLIVEIRA

Estão voltando as flores

Enquanto minha chuva de ouro começa a florir, caminho rumo à urna com esperança e satisfação

GUSTAVO OLIVEIRA

Reprodução

Gustavo oliveira

 

Nesta semana, a chuva de ouro de minha casa começou a florir.

Ao ver os primeiros pingos de ouro, comecei a cantarolar ‘Estão voltando as flores’, de Paulo Soledade (Vê, estão voltando as flores/ Vê, nessa manhã tão linda/ Vê, como é bonita a vida/ Vê, há esperança ainda/ Vê, as nuvens vão passando/ Vê, um novo céu se abrindo/ Vê, o sol iluminando/ Por onde nós vamos indo).

Logo me lembrei que estamos no início da primavera de 2022, depois de termos um longo inverno de quatro anos, e fiquei feliz por estar vivo e poder saudar a nova estação depositando, neste domingo, meu voto na urna eletrônica — aquela que faz um som gostoso de ouvir e causa inveja no resto do mundo.

Espero que estes dias sejam os últimos de uma época marcada pela passagem de uma aberração na Presidência da República.

Ele chegou pelo voto e será despachado pelo voto. 

A derrota de um presidente com a visão tão estreita – como o do atual inquilino do Planalto - é essencial, a maioria parece decidida a realizá-la e, sinceramente, não há no horizonte nada que possa mudar esse quadro neste dia 2.

As nuvens podem até estar passando, mas é difícil esquecer que estamos em um país mais armado, mais desigual, com menos árvores e sem quase 700 mil brasileiros que não poderão votar, nem opinar, muito menos desfrutar essa nova primavera.

Morreram de Covid-19.

A nova luz que se apresenta, nem tão nova assim é.

Mas ela - com toda a sua imperfeição -, possui uma grande virtude: não é antidemocrática.

Neste momento, o mais importante é a defesa da democracia e não a perpetuação de uma pessoa que perigosamente nega reverência à ordem democrática, ao primado da Constituição e aos princípios fundantes da República. 

Enquanto minha chuva de ouro começa a florir, caminho rumo à urna com esperança e satisfação.

Satisfeito por saber que mesmo sem pedir um único voto, vejo que minha mulher, filhos, irmãs, cunhados, sobrinho, sogra e nora, comungam da mesma escolha que a minha, com uma única exceção: minha mãe.

 Mas, ela e o Romário podem!

(*) GUSTAVO OLIVEIRA é diretor de Redação do DIÁRIO.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros