Artigos Sexta-feira, 23 de Outubro de 2020, 08:38 - A | A

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2020, 08h:38 - A | A

NEILA BARRETO

Bernardo Elias Lahdo

NEILA BARRETO

ARQUIVO PESSOAL

NEILA BARRETO

A cadeira 37 da Academia Mato-grossense de Letras – AML tem como Patrono Antônio Vieira de Almeida, sendo o seu primeiro ocupante Cesário da Silva Prado, depois Bernardo Elias Lahdo.

Bernardo Elias Lahdo nasceu em Campo Grande-MT, hoje Mato Grosso do Sul – MS, a 29 de maio de 1945, filho de Elias Lahdo e Najme Tabback Lahdo, já falecidos. É casado com Mary Selma Mortágua Lahdo.

Bacharel em Direito, atuou nas áreas jurídica, literária e nas artes (cinema), escritor, jurista, advogado, empresário, jornalista profissional e político.

Como membro da Academia Matogrossense de Letras (cadeira no. 37), época em que foi eleito, foi o mais jovem imortal do Brasil, sendo denominado “Benjamim das Academias”.

Produziu mais de 100 documentários sobre o antigo Mato Grosso, o primeiro filme de longa-metragem de Mato Grosso em 1965, tendo o seu filme sido exibido nos maiores cinemas brasileiros do País e exportado para diversos Países da Europa, intitulado “Paralelos Trágicos”.

Bernardo Elias Lahdo atuou como jornalista, trabalhou para o Jornal “O Estado de São Paulo”, como primeiro correspondente de Mato Grosso. Foi diretor do jornal “O Estado de Mato Grosso do Sul” de 1979 a 1982, lançando o primeiro jornal em policromia em 1980 e diretor da “Rádio Difusora de Rio Brilhante Ltda.”.

Além de escritor, jornalista, cineasta, Bernardo Lahdo atuou como coordenador em Campo Grande – Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra – ADESG. Titular de Direito Civil na Faculdade de Direito de Campo Grande- MS – de 1978 a 1981. Subsecretário Especial de Desestatização e Privatização de Mato Grosso do Sul. Chefe da Casa Civil de Mato Grosso do Sul.

É autor do livro jurídico “O desfloramento da mulher é causa de anulação de casamento? ”, dos livros Paralelos Trágicos (seu primeiro livro aos 16 anos); Sexo em Delírio; Vício, Tuberculose e Sexo; Sexo Impetuoso; o Desfloramento da mulher é causa de anulação do casamento?; O cão-alimentação, tratamento e adestramento; e Dudah.

Suas obras foram apreendidas pela Revolução de 1964, pelo AI-5, tendo sido lançado no rol dos escritores malditos do Brasil. Detido arbitrariamente, sem mandado de prisão, pela Polícia Federal, como jornalista por suas opiniões, no ano de 1999.

Militou na área política como Presidente Regional do Partido Liberal (PL) deste 1986 em Mato Grosso do Sul, e 1º. Vice-Presidente da Comissão Executiva Nacional do PL.

Em 2008, candidatou-se, pelo PMDB, à Prefeitura da cidade paulista de Tupã, onde reside há muitos anos.

Bernardo Elias Lahdo é membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, membro da União Brasileira dos Escritores de São Paulo e membro do Instituto Internacional de Advogados.

Atua na cidade de Tupã, em São Paulo como diretor e Jornalista do Jornal Impacto de Tupã, diretor e Jornalista da TV Tupã – Canal 10, onde foi agraciado com o título de “Cidadão Benemérito Tupãense”, em 05 de janeiro de 2004.

A Cadeira 37, na AML, atualmente é ocupada pela Promotora de Justiça do Estado de Mato Grosso desde 1987, Lindinalva Correia Rodrigues tem uma trajetória honrada, e de lutas pela igualdade de gênero, e direitos humanos, a qual tomou posse em 12 de novembro de 2019.

 

(*) NEILA BARRETO é jornalista, escritora, historiadora e Mestre em História e escreve às sextas-feiras para HiperNotíciasE-mail: neila.barreto@hotmail.com

 

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros