Segunda-feira, 24 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,42
euro R$ 5,81
libra R$ 5,81

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,42
euro R$ 5,81
libra R$ 5,81

Política Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018, 10:57 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018, 10h:57 - A | A

ASSEMBLEIA CONFIRMADA

Sem RGA e com atrasos, Fórum não descarta parada

LEONARDO HEITOR

O Fórum Sindical confirmou para a tarde desta terça-feira (13) uma assembléia geral com os servidores do Estado. Na pauta, atraso nos vencimentos dos funcionários públicos e no pagamento do 13º salário, além do não pagamento da parcela da Revisão Geral Anual (RGA) relativa ao mês de dezembro. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

oscarlino alves

 

A assembleia será realizada na frente da Secretaria de Estado de Gestão (Seges). Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (Sisma), Oscarlino Alves, entre as deliberações previstas, estão a possibilidade de os servidores paralisarem as atividades por pelo menos um dia. Uma greve não está descartada.

 

"Hoje já amanhecemos com o salário atrasado, pois daria para ter sido quitado no sábado. Além disso, o Governo está pagando fora do expediente bancário, além do 13º, que está sendo acertado apenas no mês seguinte ao do aniversário do servidor. Estamos também com esse imbróglio da RGA".

 

Em um primeiro momento, segundo Oscarlino, uma greve não é cogitada. No entanto, o presidente do Sisma afirmou que a orientação do Fórum Sindical é partir para o enfrentamento, já que a categoria considera que esgotou todas as tentativas possíveis de dialogar com o Governo do Estado, não descartando assim uma paralisação, por exemplo.

 

"Uma greve é construída. Nós tentamos dialogar, negociamos e já fomos no Tribunal de Contas do Estado, Casa Civil, Secretarias de Gestão e de Fazenda. Esgotamos a tentativa de diálogo. Agora, vamos levar para a Assembleia e propor encaminhamentos. A nossa orientação é de partir para o enfrentamento e isso inclui uma possível paralisação, para ver se o Governo nos chama para conversar", explicou.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros