Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Política Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 12:59 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 12h:59 - A | A

CORTE DO PORTÃO DO INFERNO

Botelho frisa que demora do ICMBio e Ibama empurra obras para época das chuvas: "inviável"

Presidente da AL rechaçou condução do processo pelo órgão e disse que comerciantes da Chapada estão afundados em dívidas

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

O presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (União Brasil), rechaçou a demora do Instiuto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para liberar o retaludamento - corte dos paredões - do Portão do Inferno, na MT-251, em Chapada dos Guimarães (a 62 km de Cuiabá). Segundo Botelho, o projeto começa a ficar "inviável", uma vez que entre agosto e setembro começa o período de chuvas. 

"Estamos perdendo um período que temos agora, até agosto e setembro, antes de começar as chuvas. Como é que vamos mexer naquela área com chuva? Praticamente inviável. Está faltando bom senso do Ibama e ICMBio para acelerar", asseverou Eduardo Botelho à imprensa. 

LEIA MAIS: Mendes diz que presidente do Ibama emitirá licença para corte do paredão em até 15 dias

O retaludamento é a alternativa bancada pelo governo de Mato Grosso para solucionar os desmoronamentos na região, que têm exigido o bloqueio da rodovia. A situação reduziu o fluxo de turistas, prejudicando a principal atividade econômica em Chapada dos Guimarães. Botelho lamentou o fato de que uma parcela dos comerciantes está afundada em dívidas. 

"Muitos estão sofrendo, estão sobrevivendo só com dívidas, rolando dívidas, a obra está atrasadíssima. Não é cabível ficar levando isso adiante, sendo que tem um município inteiro, uma região inteira aguardando essa definição", criticou o presidente da AL.

Na última semana, o governador Mauro Mendes (União Brasil) afirmou que esteve em Brasília e cobrou pessoalmente a emissão da licença. O secretário-chefe da Casa Civil, Fabio Garcia (União Brasil), está empenhado nessa interlocução com o Ibama e o ICMBio, os órgãos se comprometeram a deliberar um posicionamento até 5 de julho.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros