Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 11h:05

Tamanho do texto A - A+

Mulher morta pelo ex-marido fazia post sobre violência doméstica nas redes sociais

Por: AMANDA DIVINA

A bacharel em Direito, Vanessa Gonçalves Santana da Costa, de 31 anos, que foi assassinada, neste domingo (20), com tiros no rosto em frente à lanchonete onde trabalhava, no bairro CPA IV, em Cuiabá, compartilhava publicações sobre violência doméstica em sua rede social. Em um dos posts, ela diz  "que em determinados momentos é preciso chutar o balde".

Franciel Almeida

Vanessa Gonçalves Santana da Costa.jpg

 

O suspeito de ter cometido o crime é o ex-marido da vítima que não aceitava o término do relacionamento. Após cometer assassinato, Erinaldo Rozendo da Costa, de 33 anos, fugiu em direção ao bairro Nova Conquista, onde foi encontrado morto com um tiro na boca na manhã desta segunda-feira (21).

LEIA MAIS: Homem que matou ex-mulher é encontrado morto em região de mata

Em uma das publicações no Facebook, Vanessa afirmava que era necessário deixar a verdade vir à tona. Em seguida, ela relatou que em determinados momentos da vida é necessário chutar o balde.

"Tem hora que é imprescindível chutar o balde. Tem hora que é fundamental deixar a verdade nua e crua vir à tona (...) E você passa a achar que não tem vocação pra ser legal o tempo inteiro. E é verdade. Ninguém tem. É cansativo, desgastante. Já somos legais a beça por tentar. Tem gente que nem isso", diz a publicação.

Em outro post, a bacharel em Direito comemorou os 14 anos da Lei Maria da Penha, em uma publicação da primeira-dama Virginia Mendes. “Amor não machuca. Diga não à violência”, dizia a postagem.

Vanessa fez uma última postagem há dois dias, na qual dizia que "as pessoas que conhecem suas condições emocionais e continuam fazendo algo que te magoa, não te amam e não tem um pingo de consideração por você".

A mulher tinha duas filhas com o suspeito, que não tiveram as idades reveladas. O casal havia rompido o relacionamento há três meses e em um primeiro momento, Vanessa quis reatar o casamento, porém Erinaldo não concordava com a volta da relação.

Um tempo depois, quando Vanessa desistiu de tentar voltar com o ex-marido, ele começou a pedir para que o relacionamento fosse reatado, no entanto a vítima recusou o pedido.

No domingo, o homem foi à lanchonete em que ela trabalhava, invadiu o estabelecimento, arrastou a mulher pelo cabelo e atirou duas vezes no rosto dela.

LEIA MAIS: Mulher é assassinada com 4 tiros no rosto no CPA IV; ex-marido é suspeito

O corpo de Vanessa foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser realizado exame de necropsia.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Credito:
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1