Domingo, 21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Polícia Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 08:08 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 08h:08 - A | A

CIDADE DO CRIME

Garoto de sete anos é baleado na cabeça por suspeitos encapuzados em Sorriso

A suspeita é de que o alvo fosse o namorado da irmã do menino, que teria feito um gesto proibido em uma foto publicada nas redes sociais

SABRINA VENTRESQUI
Da Redação

Um menino de 7 anos foi baleado na cabeça, na noite de domingo (23), no bairro Novos Campos, em Sorriso (420 km de Cuiabá).  A criança foi socorrida e encaminhada a uma unidade de saúde do município e não corre risco de morte. A suspeita é de que o alvo fosse o namorado da irmã do garoto, que teria feito um gesto proibido em uma foto publicada nas redes sociais. 

Segundo informações preliminares do site ‘JK Notícias’, a Polícia Militar foi acionada via 190 e recebeu informações de que uma criança de sete anos havia dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com ferimentos causados por arma de fogo. 

Na unidade de saúde, os militares foram informados pela equipe médica que o tiro passou de raspão e que a bala não ficou alojada. Disseram também que o garoto está estável e não corre risco de morte. 

Aos militares, a irmã do garoto, de 13 anos, narrou que estava em casa com o namorado quando dois homens em uma motocicleta, ambos encapuzados, chegaram no imóvel.

Em seguida, o garupa desceu, entrou no pátio da casa e disparou contra a menor e o namorado dela, que correu para os fundos da residência. Então, o atirador embarcou na motocicleta e fugiu.

Na sequência, a adolescente viu o irmão caído no chão com ferimentos na cabeça. Ela ligou para um tio, que socorreu o garoto até a UPA.

Ela relatou, ainda, que não conhecia os atiradores e que não tinha envolvimento com facções criminosas. No entanto, o namorado havia publicado uma foto nas redes sociais em que aparece fazendo um gesto proibido. 

A criança foi transferida para o Hospital Regional de Sorriso, onde permanece internada.

Os militares fizeram rondas pela região, mas não encontraram os suspeitos. Um boletim de ocorrência foi lavrado e entregue à Polícia Civil, que investiga o caso. 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros