Sábado, 20 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Polícia Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 14:38 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 14h:38 - A | A

CONTINUA EM FUGA

Criminoso confessa que levou assassino do PM à região de chácaras a mando de líder de facção

No depoimento, Pedro Henrique afirmou que DG deu ordens para que ele buscasse Rafael no Centro Comunitário do bairro Nova Conquista, onde ele estava escondido. Em seguida, deixou o suspeito em uma região de chácaras conhecida como "Monte Sinai"

SABRINA VENTRESQUI
Da Redação

Em depoimento à polícia, Pedro Henrique Pereira dos Santos Silva, de 32 anos, confessou ter dado apoio à fuga de Rafael Amorim de Brito, de 28 anos, acusado de matar o sargento da Polícia Militar, Odenil Alves Pedroso, praticado no dia 28 de maio nas proximidades da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Morada do Ouro, em Cuiabá.

Ele alegou ter ajudado o criminoso a pedido de uma das lideranças da facção criminosa Comando Vermelho, identificado apenas como “DG”, que também está sendo procurado pelas forças de segurança por participação no homicídio do militar que levou Raffael até uma região de chácaras na Capital. 

LEIA MAIS: Criminoso que deu apoio à fuga de assassino de sargento é preso pela PM em Cuiabá

No depoimento, Pedro Henrique afirmou que DG deu ordens para que ele buscasse Rafael no Centro Comunitário do bairro Nova Conquista, onde ele estava escondido. Em seguida, deixou o suspeito em uma região de chácaras na zona rural de Cuiabá conhecida como "Monte Sinai".

Pedro Henrique foi preso no domingo (9), no bairro Novo Paraíso, em Cuiabá. Ele foi encontrado depois que equipes da Força Tática receberam informações de que um veículo Chevrolet Ônix, utilizado para dar apoio à fuga de Rafael Amorim estava estacionado na frente de uma casa do bairro.

Em patrulhamento, os policiais avistaram o veículo estacionado na residência quando Pedro saia do imóvel. Ao ver os militares, o suspeito tentou correr, mas foi alcançado.

Questionado sobre o motivo da fuga, o suspeito confessou que é integrante do Comando Vermelho e que teria recebido ordens para dar apoio na fuga de Raffael após o homicídio do sargento Odenil Alves Pedroso, e que tinha o deixado numa região rural conhecida como Monte Sinai. Então, Pedro repassou a localização de ‘DG’, que mora com a mãe, também no bairro Novo Paraíso.

Após a denúncia, as equipes se deslocaram até o endereço informado e efetuaram abordagem de um jovem, de 19 anos, e de uma mulher, de 50 anos. Na ação, a suspeita desacatou os policiais militares. Eles foram apreendidos com uma porção de substância análoga à maconha. Mas, os agentes não encontraram “DG”. Os policiais foram informados de que o suspeito mudou de cidade, depois do aumento do policiamento devido às buscas por Raffael.

BUSCAS

As forças de segurança de Mato Grosso mantêm as buscas pelo autor do homicídio do sargento Odenil, que está foragido desde o dia 28 de maio. O militar foi morto em frente a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro Morada do Ouro em Cuiabá. O Governo de Mato Grosso ofereceu uma recompensa de R$ 10 mil para quem fornecer informações sobre o paradeiro do suspeito.

LEIA MAIS: Mãe de rapaz que matou sargento da PM pede para que ele se entregue; veja vídeo

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros