Mundo Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011, 15:30 - A | A

Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011, 15h:30 - A | A

PRESSÃO

Estudantes do Chile dão início a novas manifestações

Aproximadamente mil estudantes deram início a uma nova marcha pela educação gratuita e de qualidade

DA ANSA

Aproximadamente mil estudantes chilenos deram início a uma nova marcha nesta quarta-feira pela educação gratuita e de qualidade, enquanto o governo analisa as exigências feitas pelo movimento estudantil para iniciar um diálogo entre as partes.

A presidente da Confech (Confederação de Estudantes do Chile), Camila Vallejo, disse ao jornal "La Tercera" que os protestos precisam ter continuidade, uma vez que, sem um mecanismo de pressão, o governo não dá atenção aos estudantes.

A mobilização, que está acontecendo de forma pacífica, se concentrou na frente da Universidade de Santiago, localizada na avenida Libertador General Bernardo O'Higgins, mais conhecida como Alameda, principal via da cidade, e deve seguir por alguns quarteirões até o parque Almagro.

O parque, localizado a cerca de dez quadras da sede do governo chileno, o Palácio La Moneda, abrigará um ato cultural realizado pelos manifestantes. O percurso foi autorizado pela Prefeitura de Santiago.

Há cerca de quatro meses, estudantes e funcionários do setor educacional realizam protestos para pedir um sistema de ensino acessível e de qualidade no país.

No próximo dia 30, acaba o prazo para que o Executivo chileno envie ao Congresso o projeto de orçamento para o próximo ano, para, em seguida, entregar as projeções oficiais para 2012.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros