Justiça Segunda-feira, 27 de Junho de 2022, 17:17 - A | A

Segunda-feira, 27 de Junho de 2022, 17h:17 - A | A

IMBRÓGLIO DO MODAL

"VLT já deu muito pano para manga do ponto de vista de chateação para o povo", dispara presidente do TJ

Em julho, capítulos importantes dessa novela que se arrasta há anos devem acontecer em Cuiabá

RAYNNA NICOLAS E AMANDA DIVINA
Da Redação/Do Local

Marcos Lopes/HiperNotícias

image

Marcos Lopes/HiperNotícias

A desembargadora Maria Helena Póvoas, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), resumiu em poucas palavras o imbróglio do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) que se arrasta há oito anos em Cuiabá e Várzea Grande. Com as obras ainda inconcluídas e na iminência de ser substituído pelo Ônibus de Trânsito Rápido (BRT, em inglês), para a magistrada, o VLT não passa de um assunto que traz chateação à população cuiabana.

"Esse assunto já deu muito pano para manga do ponto de vista de chateação para o povo cuiabano, essa que é a verdade", disparou a desembargadora na última sexta-feira (24).

Segundo a presidente do TJ, além de não se envolver na infindável disputa entre o defensor do VLT, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), e o entusiasta do BRT, governador Mauro Mendes (UB), ela sequer se atualiza sobre o andamento do imbróglio que alcançou diversas instâncias judiciais.

"Isso é uma prerrogativa de quem já tem mais de 50 anos, é não ler o que dá chateação para gente", brincou a magistrada. 

A população, por outro lado, segue sem uma definição. As obras do BRT, que já foram licitadas, foram suspensas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) a pedido da prefeitura. Na decisão, o ministro Aroldo Cedraz afirmou que o governo do Estado poderia estar se "esquivando" da competência da Corte ao apressar o procedimento de licitação do BRT. 

LEIA MAIS: Emanuel chama quase 30 entidades para discutir escolha entre VLT e BRT na AMM em julho

Em julho, capítulos importantes dessa novela que se arrasta há anos devem acontecer em Cuiabá. Uma delas é a Conferência Municipal sobre o Modal de Transporte VLT X BRT, convocada por Emanuel Pinheiro, para discutir os modais de transporte. O evento acontece um dia antes da visita de deputados federais da Comissão de Viação e Transportes, que aprovaram vistoria in loco nas obras do VLT abandonado. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Carlos Nunes 27/06/2022

Pois é, a desembargadora tá certa, uai. A obra do VLT era pra ficar prontíssima em 2014. Ainda me lembro do tio Silval aparecendo na TV dizendo: podem deixar que termino a obra ANTES da Copa começar. A Copa terminou, levamos 7 X 1 da Alemanha e nada do VLT. Nesse momento todos os Órgãos fiscalizadores (municipais, estaduais e federais), dos 3 Poderes, deviam exigir explicações do tio Silval. CADÊ O VLT? O imbróglio do VLT começou há 1 década. ..só perdeu pro nosso Hospital Central, parado na construção há 3 décadas.

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros