Justiça Terça-feira, 01 de Novembro de 2011, 12:31 - A | A

Terça-feira, 01 de Novembro de 2011, 12h:31 - A | A

FINALMENTE

MP denuncia 3 por homicídio qualificado na execução de Auro Ida

Autor do crime de execução de Auro Ida e o mediador da encomenda já estão presos temporariamente. Rubens Alves de Lima, denunciado como mandante, que sentiu-se traído pela ex-namorada, segue foragido da Polícia

DA REDAÇÃO

Marcos Raimundo/HiperNoticias

O Ministério Público do Estado (MPE) denunciou três homens em homicídio duplamente qualificado. O trio é acusado de executar do jornalista Auro Ida, 53. O crime aconteceu no dia 21 de julho deste ano, no Jardim Fortaleza, periferia de Cuiabá.

Dos três, dois estão com prisões temporárias decretadas. São eles: Evair Peres Madeira Arante, o Baby, 19, que é o suposto autor dos tiros que mataram o jornalista, e o suposto responsável pela contratação do matador, Alessandro Sila Paz, o Sandro. O acusado de mandar matar Auro é Rubens Alves de Lima, 29, que está foragido.

Se forem condenados, o trio pode pegar de 12 a 30 anos por causa das qualificadoras do crime: impossibilidade de defesa da vítima e motivação torpe. A denúncia segue para juíza da 12ª Vara Criminal da Capital, Maria Aparecida Ferreira Fago, que vai decidir se aceita ou não.

Investigações feitas por agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) revelam que o crime foi passional, ou seja, motivado pela paixão. O jornalista namorava Bianca Nayara Correa de Souza, 19, que havia se separado de Rubens Alves de Lima 3 meses antes do crime.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros