Domingo, 19 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Justiça Quarta-feira, 27 de Março de 2024, 10:59 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 27 de Março de 2024, 10h:59 - A | A

ANTECIPA SECRETÁRIO

Faccionados do PCC presos em Várzea Grande serão transferidos para nova unidade em frente à PCE

Informação foi prestada por coronel César Augusto Roveri na manhã desta quarta

RAYNNA NICOLAS e CAMILA RIBEIRO
Da Redação/Do Local

O secretário de Estado de Segurança Pública, coronel César Augusto Roveri, antecipou que os 128 presos que serão remanejados do Centro de Ressocialização de Várzea Grande serão transferidos para o novo raio construído em frente à Penitenciária Central do Estado (PCE), na região do Osmar Cabral, em Cuiabá.

As 432 vagas do novo raio ficam em espaço independente da PCE, o que, segundo o secretário, possibilitará a continuidade da separação de facções criminosas rivais nas penitenciárias de Mato Grosso.

Atualmente, no Centro de Ressocialização do Capão Grande estão abrigados detentos de facções minoritárias em Mato Grosso, sobretudo o PCC, enquanto as demais penitenciárias são dominadas pelo Comando Vermelho. A estratégia de separação dos faccionados assegura a integridade dos presos e contribui para diminuir a violência nas cadeias.

“Nós temos um novo raio pronto na frente da Penitenciária Central do Estado. Está pronto com muro, administração, celas modernas, câmeras, sistema automatizado, assim como é na PCE. A gente vai fazer esse remanejamento para poder modernizar também a unidade de Várzea Grande”, explicou Roveri ao HNT.

A medida atenderá a decisão do titular da Vara de Execuções Penais, o juiz Geraldo Fidelis, que interditou parcialmente o Centro de Ressocialização de Várzea Grande, com diversos problemas estruturais e sanitários agravados pela superlotação de 166%.

LEIA MAIS: Juiz determina interdição do Centro de Ressocialização de VG com superlotação de 166% e escorpiões

“Já estamos preparados. O Estado de Mato Grosso é um parceiro do Poder Judiciário e o Poder Judiciário também é um parceiro do Estado de Mato Grosso. Estamos em contato com o doutor Fidelis, somente aguardando a notificação para dar os próximos passos, transferir esses reeducandos e modernizar essa unidade lá de Várzea Grande”, comentou o secretário acerca da decisão.

Na determinação judicial, Geraldo Fidelis estipulou prazo de quatro meses para o cumprimento das ordens sob pena de multa diária de R$ 10 mil. Segundo o magistrado, o prazo é suficiente para que o Estado também construa nova ala em Várzea Grande com mais 432 vagas.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros