Quarta-Feira, 16 de Setembro de 2020, 10h:19

Tamanho do texto A - A+

Desembargador concede Habeas Corpus à adolescente que matou Isabele

Por: LUIS VINICIUS E AMANDA DIVINA

A defesa da adolescente que matou Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, no condomínio de luxo Alphaville conseguiu um Habeas Corpus para a menor. A medida foi concedida pelo desembargador do Tribunal de Justiça, Rui Ramos, na manhã desta quarta-feira (16).

isabele

 

"A decisão, em razão da sua ilegalidade, foi cassada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso em sede de Habeas Corpus Liberatório impetrado pela defesa. A menor responderá em liberdade à acusação que lhe foi imputada", disse a defesa, representada pelo advogado Arthur Osti, por meio de nota. 

A investigada foi apreendida na noite de terça-feira (15), após se entregar à Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), depois da determinação da juíza Cristiane Padim da Silva, da 2ª Vara da Infância e da Juventude de Cuiabá. Acompanhada de seu advogado, Artur Osti, e de familiares e amigos, a menor chegou à unidade policial em um veículo Corolla branco.

Na sequência, ela foi ouvida pelo delegado Wagner Bassi, da DEA. Depois da oitiva, foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML), localizado no bairro Jardim Imperial, na Capital, para passar por exame de corpo de delito. Pouco tempo depois, ela foi levada ao Centro de Ressocialização destinado às adolescentes infratoras.

Pedido

A adolescente foi internada após a Polícia Civil concluir que a menor teve a intenção de matar Isabele. O inquérito policial (IP), presidido pelo delegado Wagner Bassi, descartou a versão da menor e apontou que o tiro não foi acidental.

Após a conclusão do IP, a Polícia Civil e o Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) representaram pela internação da menor. A solicitação foi autorizada pela juíza. Entratanto, em menos de 24 horas, devido ao HC concedido pela Justiça, a menor deve deixar o centro.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 5

Leia mais sobre este assunto




3 Comentários

ANA KARINA COSTA - 16/09/2020

Queria ver se fosse filho de um juiz que tivesse sido assassinado se ele ia conceder Habeas Corpus , quem perdeu foi só a família da Isabele a outra tem dinheiro não vai pagar nada vai ficar por isso mesmo esse crime.

LUIZ CARLOS - 16/09/2020

Na verdade hoje só fica preso quem não tem dinheiro neste nosso Brasil, se fosse um pai de familia que estivesse roubado um pacote de arroz estaria preso a muito tempo. Brasil sempre envergonhando a gente..

Crítico - 16/09/2020

Belo exemplo da JUSTICA filho de rico rua. Pobre prometi. VERGONHA NACIONAL

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA