Economia Quarta-feira, 20 de Abril de 2011, 13:06 - A | A

Quarta-feira, 20 de Abril de 2011, 13h:06 - A | A

OCUPAÇÃO

Vagas de emprego em MT crescem 13,5% no 1º trimestre

Segundo dados do CAGED, foram criados 18,7 mil novos empregos com carteira assinada

DA REDAÇÃO

 

Marcos Negrini/Secom/MT
Para o secretário Adjunto da Setecs, Jean Estevan, política de qualificação empreendida pelo governo reflete na melhora da taxa de ocupação
O governo do Estado anunciou nesta quarta-feira um crescimento de 13,5% na taxa de emprego em Mato Grosso no primeiro primeiro trimestre deste ano. Com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), foram criados 18,7 mil novos empregos com carteira assinada no Estado entre janeiro e março. As informações são da SEcretaria de Comunicação do Estado (Secom).

As atividades no setor de serviços e comércio são apontadas como responsáveis pelo cenário favorável na geração de emprego, já que os dois setores juntos admitiram mais de 16,6 mil pessoas.

Entre o saldo de contratados e demitidos, Rondonópolis foi o município com maior inserção de trabalhadores no mercado, com 967 admissões. A mesma fórmula se aplica a Sorriso, com 858 contratações, seguidas pelas cidades de Várzea Grande com 597 e Sinop com 571 contratações.

Segundo o Caged, a construção civil foi o setor que tirou a Capital do Estado do topo da criação de novos empregos, com a demissão de 1.174 trabalhadores. Contudo, Cuiabá atingiu a marca de 23.539 pessoas admitidas.

De qualquer forma, o primeiro trimestre já traz um cenário positivo. Os números mais uma vez repercutem as grandes movimentações da economia, que movimentou 107.989 empregos em todo o Estado.

Somado aos esforços para o aumento dos postos de trabalho está o de qualificar os trabalhadores mato-grossenses. O Governo do Estado criou programas de capacitações voltados para aumento da geração de renda das famílias e, consequentemente, da melhoria da qualidade dos trabalhadores.

Nos últimos anos, o investimento de R$ 4 milhões pelo Governo do Estado, resultou na qualificação de aproximadamente 80 mil pessoas em Mato Grosso. E diante das transformações que se aproximam, seja com o advento da Copa do Mundo, seja com a convergência de capitais do Agronegócio, a tendência é que sejam criadas mais vagas de cursos de qualificação profissional.

“Quando o Governo investe em ações de capacitação tem consciência de uma demanda crescente de empregos, das necessidades do mercado de trabalho e do compromisso social com os trabalhadores do Estado”, destacou o secretário adjunto da Secretaria de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs-MT), Jean Estevan.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros