Economia Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011, 11:36 - A | A

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011, 11h:36 - A | A

COMBUSTÍVEL

Guarani e Petrobras assinam acordo em Moçambique

"A expectativa é atender a um novo mercado que deverá se abrir no país africano", diz Tereos Internacional

PORTAL IG

Imagem da Internet

Conforme o comunicado, o estudo busca analisar a possibilidade de produção de etanol com base no melaço produzido nesta unidade
A Tereos Internacional informou que sua subsidiária Guarani, a Petrobras e sua subsidiária Petrobras Biocombustível e a Petróleos de Moçambique (Petromoc) assinaram nesta quarta-feira, em Maputo, capital de Moçambique, protocolo de intenções para estudar a viabilidade para produção e comercialização de etanol naquele país. A Tereos Internacional, por meio da sua subsidiária Guarani, é sócia com a Petrobras Biocombustível de uma usina de produção de açúcar em Moçambique, a Companhia de Sena, com capacidade de moagem de 1,2 milhão de toneladas de cana-de-açúcar.

Conforme o comunicado, o estudo busca analisar a possibilidade de investimentos para produção também de etanol com base no melaço atualmente produzido nesta unidade. "A expectativa é atender a um novo mercado que deverá se abrir no país africano com a introdução da mistura obrigatória de 10% de etanol na gasolina (E10). Essa medida terá impactos positivos na redução da dependência de Moçambique por combustíveis importados, contribuindo para garantir a segurança energética no país", diz a nota.

Ainda de acordo com o comunicado, a produção de etanol poderá aproveitar as características naturais do país para promover o crescimento econômico de forma sustentável, gerando empregos nas regiões mais carentes do país. "O estudo alia a experiência da Petrobras na tecnologia da mistura de etanol à gasolina, bem como na comercialização e logística de derivados de petróleo e biocombustíveis, com o conhecimento da Petrobras Biocombustível e da Guarani na produção de etanol." A Tereos ressalta que o protocolo também está alinhado aos planos do governo de Moçambique para implementação de sua política e estratégias de biocombustíveis, e da Petromoc para o desenvolvimento de um programa de mistura de etanol à gasolina, atuando na produção, comercialização e distribuição de etanol.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros