Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Cuiabanália Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2016, 08:04 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2016, 08h:04 - A | A

Coral UFMT se prepara para espetáculo de fim de ano

REDAÇÃO

Faltando menos de duas semanas para o espetáculo que encerra a temporada, e que também comemora o aniversário de 46 anos da Universidade Federal de Mato Grosso, os integrantes do Coral UFMT têm se dedicado aos intensos ensaios diários. Nesta edição, o coro faz uma homenagem a um dos grupos mais queridos de todos os tempos: os Beatles. As apresentações ocorrem nos dias 10 e 11 de dezembro, no Teatro UFMT, com entrada beneficente.

 

Divulgação

Coral UFMT

 

Todos os dias, a partir das 17 horas, os cerca de 50 componentes se reúnem com a diretora artística e maestrina Dorit Kolling para repassar canções, marcações, coreografias. Nesta empreitada, contaram ainda com a ajuda extra do preparador cênico argentino Reynaldo Puebla, um dos maiores especialistas em direção cênica para corais, e assistência da cantora e produtora paulistana Ana Abe. Os profissionais passaram dez dias em Cuiabá ensaiando e preparando os coralistas para o espetáculo.

 

As informações são da assessoria de imprensa.

 

Dorit explica que o repertório do concerto Coral UFMT Canta Beatles” é composto por 17 canções e inclui participações especiais, iluminação e figurino, que ajudarão a contar um pouco da história dos meninos de Liverpool. A escolha do grupo se deve à riqueza musical e artísticas deles, e também pela possibilidade de arranjos vocais inigualáveis”, informa.

 

 

De acordo com ela, serão interpretados clássicos como Hey Jude, Let it Be, Hello Goodbye, Here comes the sun, Michelle, Can´t buy me love, Yesterday, Yellow Submarine, entre outros.

 

Uma banda formada por jovens músicos convidados acompanha os coralistas. Ricardo Kalan Schwarz, baterista e percussionista, Augusto Krebs, violonista clássico, Nelson Cunha, baixista, e Rodrigo Cavalcante, pianista e tecladista.

 

Preparação

Argentino radicado há 30 anos no Brasil, Reynaldo Puebla, acumula vasta experiência com coros, implantando e dirigindo diversos grupos pelo país.

 

 

O diretor cênico ressalta que o trabalho desenvolvido com o Coral UFMT, que teve início no último dia 16, foi muito significativo e enriquecedor. Gostei muito do resultado, principalmente pela intensidade e dedicação que os cantores colocam, o que auxilia e melhoria muito o meu trabalho. Foram momentos de muita cumplicidade entre coro, preparadores e maestrina – que tem conhecimento e é uma grande auxiliar cênica”, destacou.

 

 

Segundo Puebla, os cantores puderam conhecer melhor seu corpo, sua voz, suas emoções. O expectador irá compartilhar todo esse trabalho com o cantor, com muita emoção”, enfatiza, destacando que as músicas dos Beatles são clássicos. Por isso, fomos buscar a alma e a poesia, que existem em cada uma delas, e fizemos uma releitura desse universo para apresentar no espetáculo, então será os Beatles de Cuiabá, uma versão nossa para a cidade”, frisou.

 

 

Ele contou ainda com o apoio da produtora e sua assistente de produção Ana Abe, que o acompanha desde 2009. Formada em Publicidade na FAAP Faculdade Álvares Penteado, ela participou de espetáculos do Centro Experimental de Música no Sesc Consolação e cantou nos Laboratórios Corais de Itajubá e nos coros Belas Artes, Trato no Tom e Maria.

 

 

Para ela, as expectativas na preparação foram superadas. Os cantores são muito dispostos, abertos à todas as propostas de trabalho e de preparação. Nós trabalhamos e nos divertimos muito juntos”, garantiu.

 

De acordo com Ana, montar o espetáculo com canções dos Beatles, que remetem há vários tipos de memórias e de sensações, irá resultar em um show inesquecível. O público irá se emocionar, cantar junto, ter uma noite muito divertida”.

 

Emoção

Cristina Brauner, contralto, que faz parte do Coral desde 1988, diz que o grupo está muito satisfeito e feliz com o trabalho desenvolvido pelos preparadores e pela direção do Coral. Nosso desejo é de que o espetáculo fique lindo, que o público compareça ao teatro e que se emocione e se divirta junto com a gente, porque estamos preparando tudo com muito carinho”.

 

 

O músico Augusto Krebs, 24 anos, um dos convidados para compor a banda no concerto, diz que cresceu ouvindo Beatles. Ele, que começou a tocar na noite em bares de rock’n’roll em Cuiabá, integrando diversos projetos deste gênero musical durante a adolescência, aceitou o convite como uma grande oportunidade. Fiquei lisonjeado pelo convite para tocar com o Coral, que tem muito prestígio. Alguns amigos tiveram essa chance e cometam que é uma grande experiência. Então, quando chegou a minha vez fiquei muito surpreso e feliz”, admite.

 

Para ele, o repertório conta com arranjos especiais para Coro e requer habilidades e bastante estudo. Mas acredito que tudo saíra perfeito e o público pode esperar um grande espetáculo”, afirma Augusto, destacando que 2016 foi um ano de experiências exitosas profissionalmente para ele, e que fechará com chave de ouro.

 

O Coral UFMT

O Coral da Universidade Federal de Mato Grosso desenvolve, há 36 anos, um trabalho musical voltado aos estudantes de diversos cursos da universidade, professores, servidores e comunidade em geral.

 

O repertório é variado e abrange a música erudita, popular, folclórica, sacra e regional, além de peças sinfônicas. Desde que foi criado, em 29 de abril de 1980 pelo então reitor Gabriel Novis Neves e vice-reitor Benedito Pedro Dorileo, o grupo já realizou concertos no Uruguai, no Paraguai e na Argentina. No Brasil foram centenas de apresentações por Mato Grosso e outros estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraíba, Sergipe, Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Em seu currículo, destaca-se a participação na primeira ópera produzida no estado (“A Flauta Mágica”,  de Wolfgang Amadeus Mozart), juntamente com a Orquestra Sinfônica da UFMT, em 2006. No ano seguinte, realizou a cantata profana “Carmina Burana”, de Carl Orff. Além disso, vários cantores solistas dividiram o palco com o Coral UFMT, a exemplo dos músicos Maurício Detoni, Marcela Mangabeira, Henrique Maluf, Iasmin Medeiros, Helen Luce Campos, Jayana Paiva, Helberth Silva e Eduardo Sant’Anna.

 

O Coral da UFMT está sob a supervisão de Naíse Santana, tendo como preparador vocal André Vilani.  O grupo que já teve como regentes o maestro Peter Ens e Vilson Gavaldão de Oliveira está, desde agosto de 1989,  sob direção artística e regência da maestrina Dorit Kolling.

 

Serviço:

Coral UFMT Canta Beatles

Dias 10 e 11 de dezembro

Teatro UFMT

Entrada: 2 kg de alimentos não perecíveis. Local para a troca será divulgado nos próximos dias.

 

Inf: www.facebook.com/coralufmt

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros