Copa Pantanal Sexta-feira, 17 de Junho de 2011, 13:30 - A | A

Sexta-feira, 17 de Junho de 2011, 13h:30 - A | A

ÁGUA FRIA

Silval volta a intervir na Agecopa para acalmar vereadores de Cuiabá

Governador diz que não quer mais acirramento de ânimos com parlamentares

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

 

Mayke Toscano/Hipernotícias
Na quinta-feira, Silval chamou atenção em público de Luiz Antônio Pagot e Eder Moraes

 

O governador Silval Barbosa (PMDB) declarou apoio à Câmara de Vereadores de Cuiabá, que há dias vem se queixando de não participar das ações para as obras da Copa do Mundo, que tem a Capital como uma das subsedes.

O chefe do Executivo deu essa declaração na quinta-feira (16), um dia antes de viajar para Pontes e Lacerda (434 km de Cuiabá), onde realiza a segunda edição do Governo Itinerante.

Essa é a segunda intervenção de Silval em situações constrangedoras envolvendo a Agecopa. A primeira aconteceu na quinta-feira (16), quando ele jogou balde de água fria nas provocações entre o presidente da Agecopa, Eder Moraes, e o diretor-geral do DNIT, Luiz Antônio Pagot.

Em relação aos vereadores, Silval disse que não quer criar cisão entre a Câmara e a Agência Estadual de Execução dos Projetos da Copa de 2014 (Agecopa). E para resolver a situação uma audiência foi marcada para a semana que vem. Silval não soube dizer a data.

“Não queremos criar impasses com a Câmara, por isso já agendamos a audiência”, declarou. O governador diz ter conversado com o presidente da Agecopa, Júlio Pinheiro, e pediu para que representantes da Câmara de Cuiabá e Várzea Grande estejam inseridos nas discussões para a Copa.

“Já conversei com o Eder Moraes e será definido nomes de representantes das Câmaras de Cuiabá e Várzea Grande que vão participar das discussões para realização das obras”, disse.

O governador continuou falando e argumentou que o presidente (Agecopa), Eder Moraes, já fez contato com os parlamentares para indicação de um representante. Silval disse que “impasse” tem que ser resolvido.

PARLAMENTARES

Na sessão da última terça-feira (14) vereadores usaram a tribuna mais uma vez para criticar presidente da Agecopa. Parlamentares querem participar das decisões.

O vereador Pastor Washington (PRB) fez o discurso mais forte. O parlamentar não concorda em ter apenas um representante da Câmara no Conselho, e criticou também postura do Eder ao ser cobrado quanto a repassar informações da Agecopa a Câmara.

“Ele (Eder) falou que não precisa consultar a Câmara toda hora, tem que trabalhar”, disse. Para Washington, os 19 parlamentares tinham que estar incluídos dentro da Agecopa.

O presidente da Câmara, Júlio Pinheiro (PTB) já havia manifestado interesse em marcar uma audiência com o governador, que documento assinado pelos parlamentares já havia sido protocolado e que aguardava agendar uma data para realizar a audiência.

“Já falamos com Silval da vontade de fazer a audiência, agora está faltando só marcar a data”, frisou.

No entanto, na manhã desta quinta-feira (16) o governador Silval Barbosa disse que audiência está marcada para semana que vem.

O progressista Everton Pop defende diálogo com governador para chegar a um consenso entre Estado e município. “Não vamos fazer audiência para falar do presidente da Agecopa (Eder). Iremos levar as nossas reivindicações e preocupação com as obras para a Copa”, argumentou.

Comente esta notícia

Jean M. Van Den Haute 18/06/2011

A AGECOPA é inconstitucional para ignorar a Lei 10.257/01, o Estatuto da Cidade e não há nenhum vereador competente para defender os interesses da população !!! - Jean M. Van Den Haute , SNDU, Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano do Ministério das Cidades.

Nivaldo de Araujo 17/06/2011

Como sempre o Governador apagando incendio para minimizar as vaidades do Presidente da AGECOPA que se julga o rei da cocada. O Governador na realidade enquadrar esse cidadão no seu devido lugar.

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros