Quarta-Feira, 12 de Abril de 2017, 07h:30

Tamanho do texto A - A+

Sindicalistas querem CPI do "mensalinho" e anunciam greve geral para o dia 28

Por: JESSICA BACHEGA

As categorias representadas pelo Fórum Sindical anunciaram, durante manifestação na terça-feira (11), paralisação geral para o próximo dia 28. Alguns sindicatos  foram além e também confirmaram indicativo de greve caso o Executivo não pague a Revisão Geral Anual (RGA) integral aos servidores.  A revisão deste ano é de 6,28%, valor bem abaixo dos 11,28% referente ao ano passado e que ainda não teve todas suas parcelas pagas.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

movimento sindical

 Concentrarção dos servidores

Conforme o Edmundo Leite, presidente do Sindicato dos Profissionais da Área Instrumental do Governo de Mato Grosso (Sinpaig), além da RGA as categorias reclamam por melhorias nas condições de trabalho, que seja barrada a Reforma da Previdência e aberta Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o MT Prev e a o “mensalinho” na Assembleia Legislativa (AL).

 

“O dinheiro sumiu e ninguém diz para onde foi. Queremos saber porque ele é deficitário. Queremos também saber desse mensalinho, para onde foi esse dinheiro que o Riva disse que o Blairo Maggi pagava para a Assembleia a mais para que fosse dividido entre os deputados. Se o presidente da assembleia falou isso não pode ser mentira”, ressalta o sindicalista.

 

Embora ainda não tenha sido realizadas reuniões entre o Fórum e o Estado, os servidores têm a expectativa de receber a revisão salarial ainda na folha do mês de maio.

 

A RGA  era de 11,28, porém após várias rodadas de negociações e  uma greve geral que se manteve forte por cerca de um mês  foi baixada para 7,54% dividido em três vezes. O valor restante para se atingir a integralidade seria condicionada a arrecadação do Estado. Com a melhora nas contas do governo, foi acordado com os servidores o repasses de mais duas parcelas de 1,98% referente a esta diferença. Valor este que terá sua última parte paga no mês de setembro. “Esperamos que desta vez a RGA seja paga integralmente, porque nós saímos perdendo com essa divisão e não recebemos o valore retroativo”, ressalta Edmundo.

 

Os servidores se concentraram em frente ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e caminharam atrás do trio elétrico até a AL e o Palácio Paiaguás, onde entraram suas demandas ao secretário de Gestão, Julio Modesto.

 

Reunião oposição

 

Nesta segunda-feira (10) os sindicalistas estiveram reunidos com o senador Welington Fagundes em busca de apoio na esfera Federal para que seja barrada a reforma da previdência e trabalhista, que retira diversos direitos alcançados pelos cidadãos brasileiros até então estendendo seu tempo de contribuição e possibilitando terceirização de trabalhadores.

 

RGA em maio

 

O Governo do Estado de Mato Grosso anunciou por meio de nota, que pagará na folha salarial deste mês a terceira parcela do índice de Revisão Geral Anual (RGA), referente ao ano de 2015, para todos os servidores ativos, inativos e pensionistas, civis e militares do Estado. Será incorporado aos vencimentos o percentual de 2,68%, com base nos subsídios do mês de janeiro de 2017.

 

 

 

 

 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto




2 Comentários

Carlos Nunes - 12/04/2017

Na Reforma da Previdência, o Governo já perdeu o rumo...está navegando na maionese, inventando uma série de manobras para prejudicar o povo brasileiro. Ontem os telejornais informaram que trabalhadores terão que pagar "pedágio", para passar de um regime para outro. Que estória é essa de "pedágio", que nem existe na literatura da Previdência. Serão prejudicados esta e todas as Gerações futuras do Brasil - fico imaginando nosso bisneto, tataraneto, lá na frente dizendo: "como o novo avô foi b...mole em deixar isso acontecer conosco." Só vão aposentar com 65 anos, com 49 anos de contribuição, para ganhar melhorzinho, ou seja, a mesma coisa. Então a pessoa teria que começar a trabalhar com 16 anos, contribuir 49 anos, para aposentar com 65 anos. Sabe quantas pessoas vão conseguir esse milagre? NENHUMA. Ninguém consegue ficar 49 anos com carteira assinada, porque existe a tal da rotatividade, de repente a empresa manda o cara embora, e pra conseguir outro emprego é uma dificuldade. Com a Terceirização então nem se fala, a rotatividade vai aumentar...se a empresa terceirizada não tiver lucro, manda todo mundo embora.

chiquinho - 12/04/2017

Esses sindicalistas são bons para marcar paralisação quando emenda feriado, querem mesmo é um feriadao

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA







Mais Comentadas