Terça-feira, 28 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

Cidades Quarta-feira, 20 de Julho de 2016, 08:09 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 20 de Julho de 2016, 08h:09 - A | A

SANGUE FRIO

Polícia Militar prende rapaz que atirou e matou ex-namorada com tiro no olho

MAX AGUIAR

Vinicius Paes de Barros Alcântara, 18 anos, autor do homicídio contra a mãe de sua filha, Helen Lorrayne Miranda, também de 18 anos, no dia 26 de junho no bairro Jardim Maringá, foi preso pela Polícia Militar na noite de segunda-feira (18), acusado de participar de um roubo em companhia de outros dois jovens. 

 

Reprodução

helllen lorrayne

Vinicius estava com outros dois comparsas quando foi preso

Vinicius não tem mandado de prisão em seu nome pelo crime de homicídio, porém o delegado do caso, Antônio Carlos Araújo, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), aguardava até o início da semana o laudo pericial da morte da garota. Sobre a prisão por roubo, os policiais não informaram detalhes, apenas confirmaram que ele está preso na Cadeia Pública de Capão Grande, em Várzea Grande, de maneira provisória. 

 

Vinicius se apresentou na DHPP e foi ouvido pela delegada Alana Cardoso. Segundo a policial, ele disse que não atirou para matar, porém assumiu o risco do homicídio. Ele, por não ter ordem judicial de prisão, foi liberado após seu depoimento. Um detalhe contado pelo rapaz, é que ele atirou para assustar a jovem, que não parava de o perseguir.

 

Já a família da vítima rebate dizendo que o jovem não aceitava o fim do relacionamento. Afirmam ainda que ele perseguiu a moça até a casa de um amigo, onde aconteceu o assassinato a sangue frio. 

 

A moça, ferida com um tiro de espingarda calibre 24, foi atingida no olho. No momento do disparo, a filha do casal estava nos braços de uma amiga, que presenciou o fato. Ela foi atendida pelo Samu e encaminhada ao Pronto-Socorro de Várzea Grande, onde ficou internada por 24h e acabou morrendo.

 

Testemunhas ainda estão sendo ouvidas e o caso segue sendo apurado. Porém, pelo flagrante de roubo, ele segue preso. A família de Helen disse que ele é usuário de drogas e quando menor já havia cometido mais de oito delitos.  

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Álbum de fotos

Arquivo Pessoal/Facebook

Arquivo Pessoal/Facebook

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros