Domingo, 19 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Cidades Quinta-feira, 07 de Abril de 2016, 14:40 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 07 de Abril de 2016, 14h:40 - A | A

INSTITUCIONAL

Painel discute tecnologias e futuro da agricultura em MT

Aprosoja participa de debate na Farm Show, em Primavera do Leste

REDAÇÃO

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) participou nesta terça (06) do painel sobre tecnologia durante a programação da Farm Show, em Primavera do Leste. O pesquisador Silvio Crestana, da Embrapa Instrumentação, apresentou as tecnologias e inovações que estão mudando a agricultura. "A tecnologia já assumiu o primeiro lugar em importância para a agricultura, superando a terra e o trabalho. E a próxima revolução vem da convergência destas tecnologias em benefício do agronegócio", afirmou.

 

O diretor executivo da Aprosoja, Wellington Andrade, lembrou que a associação vem fazendo uma reflexão sobre o sistema produtivo atual diante da estagnação das produtividades e do aumento constante do custo de produção. "Produzimos 30% da soja do País e 9% da soja do mundo, mas há essa preocupação. Como as tecnologias vindouras podem ajudar os produtores? Como podemos aliar crescimento com qualidade refletida em melhor rentabilidade para o produtor", questionou. Crestana acredita que a agricultura está, sim, caminhando para a automação e que não é possível fazer da discussão sobre tecnologias como algo marginal. 

 

O consultor João Furtado, que desenvolve um projeto de gestão para a prefeitura de Primavera do Leste, participou do painel e disse que é confiante no futuro da agricultura. "Estamos no caminho certo, porém não sei se as inovações estão na velocidade necessária", disse. Ele reforçou que as pessoas que vieram para Mato Grosso tem a qualidade de serem empreendedoras, mas agora aparecem as limitações. E para superar isso é preciso que as tecnologias sejam traduzidas para serem bem utilizadas. 

 

O superintendente do Instituto Mato-grossense do Algodão (Ima-MT), Álvaro Salles,  acrescentou que a pesquisa para inovações é bastante complexa no País e sugeriu a criação de um fundo privado para pesquisas direcionadas às necessidades da agricultura do estado. "É importante que a gente tenha orgulho das pessoas daqui e criar ambiente para os talentos regionais", frisou. 

 

Exposição - A Farm Show continua até sexta (08). Visite o estande da Aprosoja, conheça mais sobre a associação.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros