Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Cidades Terça-feira, 19 de Abril de 2016, 07:49 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 19 de Abril de 2016, 07h:49 - A | A

PASSIONAL

Homem que matou ex-mulher no centro de Nova Mutum se entrega à polícia

MAX AGUIAR

O autor de um dos crimes que mais chocou a população de Nova Mutum na semana passada se entregou à polícia. José Fernando Machado, que matou a golpes de faca sua ex-mulher, Tânia Otonelli de 43 anos, na ultima quinta-feira (14) estava em Campo Novo do Parecis e resolveu ir até a delegacia para dar sua versão do crime.

 

PJC

mATADOR

 

O delegado que atendeu o caso, Adil Pinheiro de Paula, informou que Fernando se entregou após uma longa negociação com a família do acusado. "Nós sabíamos que ele estava aqui na região de Campo Novo e passamos a dialogar com a família dele para ganharmos a confiança, iniciamos esse trabalho ainda no sábado (16), e hoje um dos familiares nos entregou ele, agora vamos concluir o mandado de prisão e depois darmos sequencia no processo", acrescentou o delegado ao site Mutum Notícias.

A Polícia Civil apurou que Fernando mantinha um caso com Tânia Otonelli desde dezembro. Pelos relatos de familiares a vítima não queria mais manter o relacionamento e devido sua postura passou a ser torturada psicologicamente e ameaçada de morte.

Cerca de oito dias antes do crime que chocou Nova Mutum e gerou repercussão em todo estado, Tânia havia registrado um boletim de ocorrências relatando as ameaças de Fernando. Porém, o que ela mais temia aconteceu. Ela foi esqueada na saída de um supermercado, quando terminava de fazer compras. Após esfaquear a mulher, ele fugiu correndo pelas avenidas de Nova Mutum.

Tânia foi sepultado na sexta-feira (15) em Nova Mutum. Amigos da vitima usaram as redes sociais para clamarem por justiça.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros