Sexta-feira, 17 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,13
euro R$ 5,58
libra R$ 5,58

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,13
euro R$ 5,58
libra R$ 5,58

Cidades Segunda-feira, 18 de Abril de 2016, 14:11 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 18 de Abril de 2016, 14h:11 - A | A

IRMÃO DO PREFEITO

Empresário acusa secretário de ameaçá-lo com arma dentro de gabinete da prefeitura

MAX AGUIAR

Um empresário do município de Santo Antônio de Leverger (distante 35km de Cuiabá) acusa o atual secretário de Obras da cidade, João Bosco Carvalho de Castro, de ameaçá-lo com uma arma dentro do gabinete da Prefeitura. O secretário é irmão do prefeito Valdir Castro Filho.

 

Reprodução

João bosco carvalo castro

Secretário de Obras, João Bosco Castro

Segundo o boletim de ocorrência nº 250246, registrado na Delegacia de Leverger, Joaquim Eduardo Bueno, 38 anos, relatou que João Bosco fez uma compra de R$ 10 mil em sua madeireira. Porém, no pagamento, o secretário lhe deu várias folhas de cheques e todas estavam sem fundo. Por muito tempo ele fazia as cobranças e nunca era atendido. No dia 12 deste mês, Joaquim resolveu ir à Secretaria de Obras e foi recebido por João Bosco.

 

“O começo da conversa foi até amigável, mas depois João e Joaquim se exaltaram e, segundo a vítima, o secretário lhe ameaçou de morte e puxou uma arma para mostrar que não estava de brincadeira”, relatou um policial da cidade. No boletim, consta que Joaquim disse que aquela conta não iria ficar assim e em seguida foi ameaçado. "Ele puxou uma arma pra mim e disse que iria me ensinar a respeitar homem", disse Joaquim.

 

O empresário teve que ser retirado do local por funcionários da secretária. Imediatamente ele foi para a Delegacia e registrou o fato. Os policiais chegaram a ir até a Secretaria de Obras, mas lá o caso foi negado. “Ninguém sabia de nada”, comentou o investigador.

 

O boletim foi registrado e Joaquim foi ouvido pelo delegado de Leverger. Já o suspeito de ameaça foi intimado e deve depor em breve sobre as acusações. Por enquanto, nenhuma arma foi encontrada com o secretário, que está sendo investigado pela delegacia do município.

Reprodução

João bosco carvalo castro

PRISÃO

Em setembro de 2010, João Bosco Carvalho de Castro, na época sócio de uma rede de postos de combustíveis, foi preso preventivamente, acusado de integrar uma quadrilha que roubava combustível e utilizar seus postos para distribuir o produto roubado.

 

O empresário foi preso por policiais da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA) em seu apartamento, na rua marechal Floriano Peixoto, no Centro, no momento em que saía para o trabalho. 

 

Segundo o delegado Diogo Santana, a quadrilha é acusada de roubar um caminhão bitrem com 45 mil litros de combustível no início de agosto de 2010, na Rodovia dos Imigrantes, em Várzea Grande. Os bandidos renderam o motorista que foi deixado num cativeiro vigiado por um dos integrantes do bando. 

 

O secretário foi procurado para se defender das acusações e não foi encontrado. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

equeal 18/04/2016

O SECRETÁRIO DE OBRAS É IRMÃO DO PREFEITO. OS POLÍTICOS ESTÃO CADA VEZ MAIS CARA DE PAU. NEPOTISMO NA CARA DURA! FORA OUTROS CRIMES QUE É COMETIDO PELO PREFEITO E ATÉ AGORA NENHUMA PROVIDENCIA FOI TOMADA.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros