Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Cidades Segunda-feira, 04 de Abril de 2016, 15:51 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 04 de Abril de 2016, 15h:51 - A | A

ARNOLD BRASIL

Cuiabana é campeã na maior competição de fisiculturismo da America Latina

RAYANE ALVES

Mais uma vez os atletas de culturismo de Mato Grosso se destacaram em uma competição nacional e conquistaram lugares no pódio. É o caso de Michelly Matos, de 31 anos, que ganhou a medalha de ouro no Arnold Classic Brasil 2016, na categoria Women Physique. O desafio foi realizado no último final de semana, no Rio de Janeiro.

 

Divulgação

Michelly Matos

 

Além de Michelly, Renata França, de 36 anos, ficou em 3º lugar na categoria Welness Master e Lilian Matos, de 33, ficou na 6ª colocação na Welness acima de 1,68 cm.

 

Michelly contou que está feliz com o resultado porque vem tentando há três anos se consagrar campeã. A atleta confessa que se sentia insegura no começo, porque era de uma categoria abaixo da qual hoje é campeã, mas percebeu que tinha condições de ganhar e, com o total apoio do noivo, decidiu encarar a competição.

 

Bicampeã estadual de culturismo, a atleta afirmou que as outras competidoras terão que se encaixar em seu padrão. Michelly já adiantou que não tem intenção de parar e já pensa em pegar o Pró Card (carteirinha de atleta profissional) para disputar campeonatos mundiais.

 

“Estou analisando os campeonatos que vou pegar, porque não poso ir participando de todos, tem que valer a pena. Pretendo participar do Sul-Americano, que acontece esse ano”, revelou.

Divulgação

Renata França

 

A modalidade Women Physique é destinada a mulheres que querem elevar o seu nível de massa muscular e condicionamento respeitando a anatomia e silhueta femininas. Assim, acabam desenvolvendo um físico atlético e esteticamente agradável.

 

Antes disso, as atletas de fisiculturismo perdiam muito da feminilidade. Agora o concurso busca um perfil diferenciado. Por isso, os árbitros são constantemente relembrados do fato de que estão julgando uma nova proposta de categoria, diferente da antiga categoria Fisiculturismo Feminino.

 

Já na modalidade Welness Fitness disputam atletas que possuem os glúteos e coxas mais volumosos, porém desenvolvidos segundo a forma feminina natural, deixando o físico voluptuoso.

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros