Terça-feira, 25 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

Cidades Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 19:08 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 19h:08 - A | A

3,3% DA POPULAÇÃO

Cuiabá ocupa a 14ª posição entre as menores taxas de analfabetismo das capitais

O levantamento observa a parcela que declarou não saber ler e escrever um bilhete simples no idioma que conhece

DA REDAÇÃO

Cuiabá possui a taxa de 3,3% de analfabetismo, ocupando a 14ª posição entre as capitais do país, conforme Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A cidade fica atrás de Palmas, no Tocantins, que apresentou 3,1%; de Manaus, no Amazonas, e Belém, no Pará, ambas com 3,0%; e o município de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, com 2,9%. As três capitais com menores índices de  analfabetismo pertencem à Região Sul, Florianópolis, em Santa Catarina, com apenas 1,4%, seguida de Curitiba, no Paraná, com 1,5% e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com 1,7%.

LEIA MAIS: Mato Grosso tem a 10º menor taxa de analfabetismo entre pessoas acima de 15 anos

O levantamento é baseado nas respostas do questionário básico do Censo 2022 que recorreu ao indicador de taxa de alfabetização das pessoas de 15 anos ou mais de idade e ao seu complemento, taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade, conforme sugerido pelo documento “Princípios e Recomendações para os Censos Populacionais”, elaborado pela Divisão de Estatística da ONU 1.

Os resultados são analisados em seis seções: desagregações por grupos de idade, cor ou raça, sexo, tamanho dos municípios, regiões geográficas e pessoas indígenas. As informações sobre alfabetização da população Quilombola, bem como a alfabetização da população de 5 a 14 anos, também investigadas na operação, serão abordadas em publicações futuras.

LEIA MAIS: Lucas do Rio Verde tem melhor índice de alfabetização de Mato Grosso, aponta IBGE

A taxa de analfabetismo observa a parcela que declarou não saber ler e escrever um bilhete simples no idioma que conhece. Aquela que aprendeu a ler e escrever, mas esqueceu, e a que apenas assina o próprio nome são, também, consideradas analfabetas. A informação foi captada através do quesito “Sabe ler e escrever?”, do questionário básico do Censo Demográfico e teve como data de referência a meia-noite do dia 31 de julho para 1º de agosto de 2022.

 

Reprodução/IBGE

ranking.jpg
 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros