Cidades Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011, 17:00 - A | A

Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011, 17h:00 - A | A

ELEIÇÕES NO CREA

A 11 dias das eleições candidatos a presidente do Crea intensificam campanha

Dois candidatos, que são engenheiros civis, têm vasta experiência na área e dizem que um dos focos é informatização no atendimento do Conselho em Mato Grosso

Divulgação

Engenheira Maristela Okamura: primeira mulher que pode presidir o Crea-MT

A 11 dias das eleições do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea), candidatos intensificam campanha com foco no corpo a corpo e apresentam proposta para assumir durante três anos a presidência do órgão federal.

Os engenheiros civis Maristela Okamura e Juares Silveira Samaniego apresentam para o HiperNoticias o tamanho da representatividade do Conselho no Estado dizem que uma das propostas principais é o atendimento informatizado dos profissionais.

Maristela Okamura foi por três mandatos conselheira do Crea, somando oito anos de atuação. Segundo a candidata a sua atuação na gestão pública fará a diferença caso seja eleita. Foram 17 anos trabalhando na Prefeitura de Cuiabá e agora é engenharia da Caixa Econômica Federal.

A candidata diz que o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) é uma maior sistema de profissionais existente no país e que a sua proposta está focada no papel de referência técnica no qual se vincula a engenharia e a tecnologia.

“Queremos colocar o Crea como referência em nível nacional em atendimento informatizado”, disse Maristela Okamura.

Das 23 inspetorias que existem no Estado, a candidata já visitou 20 e vai visitar todas. “Estou ouvindo os colegas, suas reivindicações, os problemas e com isso apresente o apresento o papel político-profissional desempenhado pelo presidente do órgão”, destacou.

Maristela Okamura disse também que se for eleita vai buscar parceria com outros órgão federais como o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e com o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea).

SAMANIEGO

O candidato Juares Silveira Samaniego também tem uma atuação vasta na área de engenharia. Por anos atuou como conselheiro do Crea-MT e em uma gestão foi vice-presidente, já foi Coordenador da Câmara de Engenharia Civil entre outras atuações no ramo.

Seu empenho se eleito é valorizar o profissional, divulgar a importância da autarquia e defender a sociedade dos maus profissionais.

“Quero fazer com que a sociedade entenda a importância em contratar um bom profissional para executar uma obra, abrindo o mercado. O atendimento deve ser informatizado para dar qualidade no atendimento aos profissionais e também ampliar mais 4 inspetorias no Estado para ficar mais próximo ao local de trabalho desses profissionais”, disse Samaniego.

Na campanha corpo a corpo, Juares Samaniego já visitou os 30 municípios de votação e está confiante na vitória. “Acredito que 70% dos profissionais me apóiam e esse favoritismo é resultado de um trabalho de um ano e meio”, disse.

Crea de Mato Grosso representa 18 mil profissionais, mas no dia oito de novembro, data da votação apenas 9,3 mil estão aptos para votar, afirma Okamura.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros