Brasil Sexta-feira, 06 de Maio de 2011, 15:23 - A | A

Sexta-feira, 06 de Maio de 2011, 15h:23 - A | A

ANS define regras para migração de contratos de planos de saúde

A resolução deve facilitar a mudança de usuários de planos anteriores a 1999 para novos

da Foha de São Paulo

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) publicou no "Diário Oficial da União" desta sexta-feira uma resolução que define regras para adaptação e migração de contratos firmados até 1º de janeiro de 1999 com planos de saúde.

A resolução deve facilitar a mudança de usuários de planos anteriores a 1999 para novos. Segundo a ANS, alterar os contratos dará segurança e garantias oferecidas pela regulamentação do setor (que se deu com a lei nº 9.656/98), tais como regras de reajuste, garantia às coberturas mínimas obrigatórias listadas no rol de procedimentos e eventos em saúde e portabilidade de carências.

O rol de procedimentos e eventos é a referência básica --estipulada pela agência-- para cobertura mínima obrigatória da atenção à saúde nos planos privados de assistência à saúde contratados a partir de janeiro de 1999.

Na adaptação --feita por meio de um aditivo contratual--, a operadora deve apresentar proposta ao beneficiário, demonstrando o ajuste do valor a ser pago pela ampliação das coberturas. Este ajuste deve ser de, no máximo, 20,59%. Antes, os planos decidiam a diferença que deveria ser paga pelo usuário, o que muitas vezes era muito alto.

Já a migração é a "celebração de um novo plano de saúde dentro da mesma operadora", segundo o órgão.

A agência recomenda que o consumidor utilize o guia de planos de saúde --disponível no site da ANS-- para checar as opções de planos compatíveis. De acordo com a ANS existem cerca de 9 milhões de beneficiários em planos de saúde não regulamentados, os chamados planos antigos.

A resolução entra em vigor em 3 de agosto de 2011 e é resultado de uma consulta pública, além da contribuição de entidades representativas do setor.

Veja as principais vantagens da mudança

- acesso ao rol de procedimentos e eventos em saúde e às suas atualizações
- vedação de nova contagem dos períodos de carência
- limitação do reajuste anual por variação de custo para os planos individuais ao percentual divulgado e autorizado pela ANS
- adequação das faixas etárias ao estatuto do idoso
- maior potencial de efetividade na fiscalização por parte da ANS

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros