Domingo, 21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Artigos Sexta-feira, 14 de Junho de 2024, 09:53 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 14 de Junho de 2024, 09h:53 - A | A

NEILA BARRETO

Ernandy Mauricio Baracat de Arruda - o Nico

NEILA BARRETO

Reprodução

NEILA BARRETO

 

Nascido Ernandy Mauricio Baracat de Arruda, a 10 de junho de 1961, era mais conhecido como “Nico” Baracat. Filho de família tradicional do município de Várzea Grande-MT, nasceu em berço político, uma vez que sua mãe, Sarita Baracat de Arruda, foi a primeira mulher prefeita de Várzea Grande (1967-1970), vereadora, deputada estadual, secretária de estado e outros. O pai Emanuel Benedito de Arruda, conhecido como “Caboclo”, exímio jogador de futebol, também foi vereador no município e uma de suas inspirações. O nome Ernandy Maurício foi escolhido pela mãe, mas o apelido “Nico” veio da babá - Ana.

Para Sarita, no entanto, nem “Ernandy”, nem “Nico”, eu só o chamava de “Nenê”, era um jeito carinhoso, além de ser o caçula, mas era só eu que o chamava assim. Ele foi crescendo e um dia me disse: mamãe, eu não sou mais um nenê, você tem que parar de me chamar assim (...), mas você sabe mãe como é, acha que os filhos não crescem... então passei a chamá-lo de Nico, como os demais”. Foi pelas mãos dos dois que ele entrou na carreira política sendo eleito vereador por Várzea Grande, em 1989. Daí para frente não parou mais.

Cursou o 1º grau na Escola Estadual de I e II Graus “Licínio Monteiro da Silva” em Várzea Grande concluindo em 1977; cursou o 2º grau na escola estadual de I e II graus “Couto Magalhães” em Várzea Grande – MT concluindo em 1980; cursou o 3º grau em Marilia –SP até o 3º semestre do curso de Administração de Empresas. Realizou os cursos de Conselheiro Estadual de entorpecentes, de Administração Financeira e Orçamentária em 1981 na Associação Mato-grossense dos Municípios, na capital e Curso de elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentarias – LDO em 1992, também pela na A.M.M.

Nico foi secretário de Gabinete Parlamentar na Assembléia Legislativa de MT durante os anos de 1981 a 1983; Assessor Legislativo da Câmara Municipal de Colíder-MT e de Santo Antonio do Leverger-MT; Assessor técnico da prefeitura de Paranatinga-MT e, em 1983 exerceu a função de Agente Administrativo, na Secretaria Estadual de Cultura – SEC.

Começou a sua carreira política como vereador, depois deputado estadual, vice-prefeito e secretário de estado, aliás o primeiro secretário de estado de Cidades do Estado de Mato Grosso.

Em janeiro de 1989, aos 28 anos de idade, ele começou oficialmente a carreira política sendo eleito vereador mais votado em sua cidade natal, Várzea Grande, em 01/01/1989, na 11ª legislatura para o quatriênio (1989 a 1992). Foi Presidente da Câmara e tomou posse da Mesa Diretora para o biênio 01/01/1989 a 31/12/1990 e presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Paço. Foi membro efetivo e relator da Comissão de Justiça e Redação por 04 anos; Líder da bancada de oposição e membro efetivo do Diretório Regional do PMDB– Partido do Movimento Democrático Brasileiro, de Várzea Grande-MT, em Mato Grosso. No ano de 1994 foi presidente do Diretório municipal do PMDB, de Várzea Grande-MT.

Foi eleito deputado estadual pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso por duas legislaturas. Na 13ª Legislatura (1995 – 1999) - PMDB e na 14ª Legislatura (1999 – 2003). Esse mandato, Nico Baracat concluiu filiado ao PSB – Partido Socialista Brasileiro.

Nessa 14ª Legislatura foi eleito primeiro Vice-Presidente, da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso - (2001/2003). Na Assembleia Legislativa foi presidente da Comissão de Revisão Territorial e, membro das Comissões de Constituição e Justiça, Execução Orçamentária, Educação, Cultura, Desporto e Seguridade Social. Em 2003, sem mandato, foi o Secretário Geral da Assembleia Legislativa.

Nico” Baracat pode ser considerado um homem de muitos adjetivos. Tinha como uma de suas marcas registradas a solidariedade, amigo fiel, gestor arrojado, articulador político, conciliador, sonhador, companheiro, pai, filho, e, acima de tudo, um apaixonado pela vida.

Mas a vida de Nico Baracat não era só política. Casado com Cleonice Sarat Baracat teve dois filhos, seus grandes amores: Kalil Sarat Baracat de Arruda, casado com a promotora de Justiça, de Várzea Grande - Januária Dorileo, a Kika Dorileo, pais de Angelina Dorileo Baracat de Arruda e, a caçula Emanuelle Sarat Baracat de Arruda.

Tanto os filhos, quanto a sua esposa, são unânimes ao falar do seu lado Nico solidário de ser. Ele sempre foi um homem pé no chão, não gostava de ostentação, dividia tudo, tirava do bolso o último centavo para dar aos outros, acho que é por isso que ele era feliz.... Nunca foi ambicioso, gostava de ter uma vida simples, nunca foi um homem egoísta e nem invejoso, não gostava que falasse mal de ninguém, foi assim a vida inteira, recorda Cleonice, que foi casada com Nico durante 23 anos.

Lembrando Sarita Baracat, hoje, já falecida, (...) “ Eu falava que ele tinha que ser meu herdeiro político. Eu não tive berço político, tive que aprender na prática, mas ele teve berço. Meu filho fez um trabalho digno. No começo eu o ajudava a escrever os projetos, como sou contadora fazia também as prestações de contas dele, para não sair nada errado. Depois Nico foi amadurecendo e já caminhava sozinho, mas eu sempre dizia a ele para ser correto, ter ética e zelar das coisas públicas”.

Para Fernando Baracat de Arruda, único irmão de “Nico”, os dois eram totalmente diferentes, mas se completavam. Eu sou extremista, ele maleável, eu sou gastador, ele era econômico, eu sou de dar “bafão”, ele sempre foi discreto, eu adoro uma balada, ele queria ficar em casa, não pratico esportes, ele jogava futebol”..., relembra Fernando com carinho.

Nico foi eleito vice-prefeito de Várzea Grande, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) em 03/10/2004. Em 2010 ocupou o cargo de secretário chefe do gabinete do governador do Estado de Mato Grosso. No ano seguinte assumiu o comando da recém-criada Secretaria de Estado de Cidades. Cotado para ser um dos candidatos a prefeito de Várzea Grande-MT, optou por ficar secretaria.

Como gestor, à frente da Secretaria de Estado das Cidades, em Mato Grosso, “Nico” Baracat comandava uma equipe de cerca de 150 pessoas. Rigoroso com o trabalho, cobrava resultados dos colaboradores, mas sempre estava ali, lado a lado, acompanhando cada projeto, cada contrato assinado, cada obra iniciada.

Sua última viagem a trabalho foi para verificar “in loco” o andamento da construção de dois conjuntos habitacionais no município de Lucas do Rio Verde-MT. Era comum ele falar para a equipe que o acompanhava que não queria apenas construir casas, mas sim moradias dignas para as famílias de baixa renda. Durante sua gestão na Secretaria das Cidades, em 2011, entregou em todo o Estado de Mato Grosso, 9.253 casas, realizando o sonho da casa própria para mais de 35 mil pessoas. Em 2012, o trabalhou continuou e “Nico” inaugurou e assinou convênios para a construção de mais 8.393 unidades, totalizando um investimento (somados os dois anos) de mais de R$ 500 milhões, recursos estes de uma parceria que ele ajudou a consolidar entre o governo do Estado e o governo Federal.

No comando da Secretaria, também, entregou dezenas de obras públicas, colocou em andamento vários projetos importantíssimos para Mato Grosso, como a reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Marechal Rondon., em Várzea Grande. Um dos seus grandes sonhos era entregar à população mato-grossense um aeroporto moderno, eficiente e que atendesse com conforto os passageiros.

Como Secretário, sua meta, era agilizar os projetos de saneamento básico do estado, resolver os problemas de abastecimento de água dos municípios de Mato Grosso e, principalmente, do município de Chapada dos Guimarães-MT. Sonhava por um planejamento bem estruturado para a região metropolitana de Cuiabá-Várzea Grande.

Além dos cargos políticos já exercidos, a atuação como parlamentar e gestor exalta a apresentação e defesa de projetos de interesse público e forte apelo local: o de construção da ponte Sérgio Motta e do Hospital Metropolitano, na capital, a lei que instituiu o tempo máximo de 15 minutos na fila em agências bancárias no Estado e a implantação de bases de Polícia Comunitária, no Estado.

As matérias citadas foram propostas durante os mandatos na Assembleia Legislativa, encarada como principal plataforma para o amadurecimento político de “Nico”. Nesse momento, o antes acanhado deputado que acabara de chegar do cargo de vereador começava a percorrer Mato Grosso. Os limites de Várzea Grande ficaram pequenos para a visão de um estadista que passa a ser forjada ao conhecer cada rincão de um Estado com proporções continentais.

Para o jornalista Kleber Lima, Nico era o herdeiro da notável Sarita Baracat e do Seo Caboclo, “Nico” tinha berço na política do contato direto, do pé de ouvido, e sabia como ninguém perceber e compreender o movimento da rua, dos campos de peladeiros, dos botequins onde os agentes públicos entronizavam suas estratégias, fazendo brotar do nada as notícias que só sairiam nos jornais um tempo depois.

Quando saiam. Para os que, acaso estejam lendo nesse momento e possam me questionar por que, então, ele não era um político bem-sucedido, respondo: reavalie seu conceito de sucesso! E por uma razão muito simples: esses eram os valores do “Nico”, herdados de Dona Sarita e Seu Caboclo, repassados a Kalil e Emanuelly, compartilhados com Fernando, Cleonice e tantos quantos tiveram a alegria de conviver com ele, na imensidão da sua simplicidade.

Nico foi Presidente e membro efetivo do Conselho Fiscal da SOBEV – Sociedade Beneficente Escolar de Várzea Grande; Vice-presidente e, por merecimento, foi presidente reeleito. Presidente do Conselho Fiscal da O.B.N.S.

Amava pescar e jogar futebol. Foi Presidente da Sociedade Esportiva Aquidabã, em Várzea Grande; membro do Conselho Fiscal da Liga Esportiva Municipal de Várzea Grande; sócio proprietário do Tênis Clube de Várzea Grande, em Mato Grosso.

Recebeu diplomas de Honra ao mérito; Diploma de Ouro – Personalidade do ano de 1988 e Destaque – melhor vereador de 1990, em Várzea Grande-MT.

“Nico” Baracat faleceu em 16 de junho de 2012, aos 51 anos, vítima de acidente automobilístico. Se vivo estivesse, estaria com 63 anos de idade, pois nasceu no mesmo mês em que faleceu, ou seja, seis dias após o seu aniversário.

 

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros