Artigos Terça-feira, 14 de Junho de 2011, 10:56 - A | A

Terça-feira, 14 de Junho de 2011, 10h:56 - A | A

A PL 122/2006 x Bíblia Sagrada

Primeiramente afirmo que é regra fundamental respeitar a opinião de cada um, mesmo quando não são uníssonas, mas indiscutível é que a vontade de Deus veio para ser seguida, isto, para quem crê Nele é inegociável até mesmo no campo das ideias

GIORGIO AGUIAR DA SILVA

Divulgação

Esta leitura é para quem crê em Deus e na Bíblia Sagrada.

Primeiramente afirmo que é regra fundamental respeitar a opinião de cada um, mesmo quando não são uníssonas, mas indiscutível é que a vontade de Deus veio para ser seguida, isto, para quem crê Nele é inegociável até mesmo no campo das ideias.

Desta forma, assim como se luta contra os crimes homofóbicos, o direito da expressão religiosa deve ser respeitado e não vista como preconceituosa, mas sim como um alerta à vontade expressa e inequívoca de Deus.

Para aqueles que acreditam em Deus e na verdade esposada na Bíblia, esta opinião deve ser forte e inegociável, posto que o atual silêncio comporte, num futuro próximo, na discussão sobre a relativização do direito de culto e a livre expressão daqueles que acreditam nas palavras de Deus e a quiserem pregar.

O que defendo é que criar leis que diferem os que são iguais é atentar contra a vontade Divina. Com isto, o que se vê é que já existem leis que combate o crime homofóbico, só não são regularmente cumpridas pelas Autoridades competentes, sendo desnecessário distinguir o preconceito de gênero.

A apatia e quietude daqueles que tentam observar as Leis da Bíblia poderá acarretar no fortalecimento de tais movimentos favoráveis à PL 122/2006 a um ponto crítico em que será proibido cultuar a Deus e praticar as escrituras sagradas, ceifando valores de crença individual e coletiva, e, agredindo até mesmo a Constituição Federal Brasileira quanto a Liberdade de Culto, e a Liberdade de Expressão e Crença.

Ponto fundamental nesta seara é que nunca houve por parte daqueles que verdadeiramente amam a Deus qualquer tipo de agressão aos homossexuais como criaturas de Deus, mas quando somos incitados a pensar como Deus quer, não há de se concordar com a prática vivida em desconformidade ao que fomos criados, ou seja, segundo a Bíblia Sagrada como se vê em tais versículos.
“Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; é abominação.” (Levítico 18:22)

"Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas . . . herdarão o reino de Deus" (1 Coríntios 6:9-10)

"Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo.

Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (1 Coríntios 6:18 e 19)

Estes versículos nos trazem a clara visão de Deus para nossas vidas e não deixa dúvidas: homossexualismo é abominável a Deus e distorce a natureza pela qual fomos criados, segundo a Bíblia Sagrada!

Negarmos este fato é negar a Deus e ferir de morte a Bíblia Sagrada. Logo, não se deve deixar de lado o fato de que, para quem crê, Jesus se sacrificou por todos, sem distinção, portanto, a intolerância também é pecado, ou seja, é contrariar os ensinamentos de Deus.

Contudo, o fato de posicionar a convicção na palavra de Deus CONTRA a aludida Lei que transita no Congresso Nacional não deve ser entendida como preconceito, como muitos querem dizer, mas divergência no campo das ideias!

Como já abordado, não se deve em hipótese alguma haver intolerância com quem adota posicionamento diverso à Bíblia ao ponto nefasto da agressão, mas deve-se com muito amor e sabedoria cumprir o ordenamento de Deus e pregar o evangelho a todos desobstruindo a cegueira mundana à luz das divinas escrituras.

Aos que crêem, a própria palavra de Deus é suficiente para agir no coração e trazer a convicção trazendo transformação e mudança.

Assim deixou-nos Deus uma afirmação como criador:

“Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar.” (1 Coríntios 10:13)

Que Deus abençoe e dê sabedoria a todos para conviver nas desigualdades intelectuais, afastando a odiosa intolerância das partes opinativas com as discordâncias sobre o assunto, mas, sobretudo, revela-se a reflexão bíblica, para que se pense o que Deus quer de todos, a fim de que não haja a destruição por completo de direitos básicos instituídos na Constituição Federal, tentando inutilmente calar a Deus, pois fatalmente não conseguirá.

(*) GIORGIO AGUIAR DA SILVA é advogado em Cuiabá-MT e colaborador de Hipernoticias. E-mail: giorgioaguiar@hotmail.com

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros