Política Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020, 09:20 - A | A

Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020, 09h:20 - A | A

VEJA OS NOMES

Vereadores que disputam reeleição em Cuiabá aumentam patrimônio em 4 anos; veja nomes

THAYS AMORIM

Pelo menos 10 vereadores que disputam à reeleição em Cuiabá tiveram um aumento significativo de patrimônio em 4 anos, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entre eles estão Adevair Cabral (PTB), Clebinho Borges (PSD), Diego Guimarães (Cidadania), Dilemário Alencar (PODE), Luís Cláudio (PP), Marcrean Santos (PP), Misael Galvão (PTB), Orivaldo da Farmácia (PP), Sargento Joelson (Solidariedade) e Wilson Kero Kero (PODE).

Reprodução

ia0wbxdtmrmojdjpf9exwqtukgluthhtqa0ylaaqe5etgr08.jpg

Um dos maiores aumentos foi do vereador Luís Cláudio, que em 2016 não declarou nenhum patrimônio à Justiça Eleitoral e, agora em 2020, possui R$ 803,4 mil. Na declaração, o parlamentar possui uma casa no Belvedere em R$ 700 mil, R$ 28 mil no banco, e R$ R$ 74 mil investidos na cooperativa Siccob União Pantaneiro.

Outro parlamentar a não declarar nenhum patrimônio na última eleição foi Wilson Kero Kero. Agora, o vereador possui R$ 439 mil, que incluem uma casa de R$ 220 mil, R$ 90 mil em conta corrente, um lote de R$ 70 mil, um consórcio de imóvel de R$ 17 mil e um veículo no valor de R$ 42,5 mil.

Já o vereador Orivaldo da Farmácia saltou de R$ 506 mil para R$ 991 mil, sendo o vereador à reeleição com maior poder econômico até o momento. O parlamentar possui mais de 4 imóveis, que totalizam mais de R$ 472 mil, R$ 94 mil em espécie, mais de R$ 50 mil em investimentos, entre outros.

Outro aumento significativo foi do vereador Clebinho, que foi eleito em 2016 como suplente do então vereador Elizeu Nascimento (DC). Há 4 anos, o parlamentar tinha apenas um veículo no valor de R$ 34 mil. Agora, segundo o TSE, Clebinho possui R$ 214 mil, entre um veículo financiado de R$ 40 mil, uma moto no valor de R$ 8,9 mil e um apartamento, também financiado, no bairro Jardim Santa Isabel avaliado em R$ 165 mil.

O vereador Marcrean Santos, que possuia R$ 309 mil em 2016, declarou R$ 731 mil à Justiça Eleitoral. O parlamentar possui 3 imóveis que totalizam R$ 471 mil, um veículo no valor de R$ 195 mil, um terreno de R$ 50 mil e um consórcio de R$ 15 mil.

Na última eleição para vereador, o presidente da Câmara, Misael Galvão, tinha R$ 37,4 mil, entre um dois veículos de R$ 15 mil e R$ 8 mil, e um box no camelô de R$ 15 mil. Além desses itens, agora o parlamentar acumula R$ 112 mil em investimento e R$ 250 mil reais em espécie.

Adevair Cabral teve um crescimento de R$ 778 mil para R$ 809 mil, com um sítio de R$ 500 mil, uma casa de R$ 150 mil e 3 automóveis que somam R$ 159 mil. Já o vereador Diego Guimarães, que tinha R$ 242 mil, declarou R$ 497 mil, com um apartamento de R$ 405 mil e R$ 91 mil em espécie.

Por último, o sargento Joelson saltou de R$ 397 mil para R$ 541 mil, com dois imóveis de R$ 400 mil, ao total, R$ 35 mil em espécie, e outros bens como veículos, depósitos bancários e terrenos.

O único a ter uma diminuição de bens foi o vereador Dilemário Alencar, que saiu de R$ 756 mil para R$ 468 mil.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

pedalada 25/09/2020

POVO.... FICA DE OLHO... PRESTEM ATENÇÃO... NÃO SEJAM BURROS MAIS UMA VEZ

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros