Política Sexta-feira, 05 de Agosto de 2022, 19:14 - A | A

Sexta-feira, 05 de Agosto de 2022, 19h:14 - A | A

DEBATE DE PROPOSTAS

Sem rebater críticas de Márcia Pinheiro, governador diz que debate é com o eleitor

Apesar de não assumir a postura de embate contra Márcia, Mauro Mendes admitiu que as movimentações do grupo influenciaram no fechamento da coligação com o PL

RAYNNA NICOLAS E RAFAEL COSTA
Da Redação/Do Local

Christiano Antonucci

image

O governador Mauro Mendes (UB) alegou que pretende manter o debate no campo das propostas, mesmo com a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV) sendo sua principal oponente no pleito. Nesta sexta-feira (5), durante a convenção partidária do União Brasil, Mauro disse que não vai rebater a adversária e que seu diálogo é com o eleitor.

“Eu tenho muita convicção de que meu debate não é com esses candidatos, é com o eleitor e é a eles que eu vou me dirigir, com as pessoas de bem de Mato Grosso e nós temos muita consciência daquilo que nós fizemos. Não é à toa que 140 prefeitos assinaram a carta apoiando e não só apoiando, dizendo por que apoiou”, ponderou.

A candidatura de Márcia foi anunciada às vésperas do fim das convenções partidárias, na noite da última quinta-feira, com o apoio de dois ex-aliados de Mendes, o deputado federal e pré-candidato ao Sendo Neri Geller (PP) e o senador Carlos Fávaro (PSD). Na ocasião, Márcia teceu críticas à gestão de Mauro, em especial no que diz respeito as tratativas com os servidores públicos. 

Apesar de não assumir a postura de embate contra Márcia, Mauro Mendes admitiu que as movimentações do grupo influenciaram no fechamento da coligação com o PL, que ocorreu também na noite de ontem. O fim da ideia de um palanque aberto aos candidatos ao Senado acabou prejudicando também o PSB, que tinha a esperança de conseguir espaço para a candidata Natasha Slhessarenko no palanque de Mauro.
“Até ontem nós tínhamos sim uma proposta de palanque aberto. É a mais pura verdade. Eu faço política falando a verdade, não como algumas pessoas ficam jogando e ontem, em função das decisões tomadas pelo outro grupo no final da noite, era mais ou menos 22h quando fechamos o acordo com Wellington Fagundes e Mauro Carvalho, primeiro suplente, uma pessoa que conheço de uma longa vida, de uma longa trajetória e junto com Wellington tenho certeza que vai continuar contribuindo com o estado de Mato Grosso”, explicou o governador.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Lud 05/08/2022

Com certeza o eleitor que vai decidir q tá na hora desse governador engolir sua arrogância e prepotência e ir cuidar de suas empresas que há pouco tempo saiu da falência.

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros