Sábado, 20 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Política Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 11:31 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 11h:31 - A | A

EM VISITA À CIDADE

Pedido de liberação da ZPE de Cáceres "está na mesa" de Geraldo Alckmin, diz Simone Tebet

Ministra disse que a pauta será trata com o vice-presidente da República nesta terça-feira, pois quatro empresas já sinalizaram interesse de iniciar suas operações

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet (MDB-MS), disse que está na mesa do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin (PSB), o pedido para liberar as atividades Zona de Processamento de Exportação (ZPE) instalada no município de Cáceres (218 km de Cuiabá). O assunto será tratado em agenda com Alckmin na próxima terça-feira, articulada por Tebet e o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro (PSD). Quatro empresas sinalizaram o interesse de iniciar suas operações. Elas passarão por vistoria em 3 de julho e, até lá, os ministros pressionam o alto escalão do governo federal para que os investidores não escapem. 

LEIA MAIS: Sonho antigo: Fagundes garante que Receita Federal irá a Cáceres para colocar ZPE em funcionamento

"(A ZPE de Cáceres) está na mesa do vice-presidente da República. Essas rotas são o caminho para falarmos de integração com portos, aeroportos, rodovias, ferrovias, e as ZPEs (são) o instrumento para a gente ter comércio exterior mais barato, as relações comerciais. É o pontapé inicial para a gente ter emprego e qualidade de vida", falou Simone Tebet nesta sexta-feira (21), na cerimônia de lançamento da etapa das Rotas de Integração, em Cáceres. 

A ZPE compõe o programa de Rotas de Integração, dentro do "Quadrante Rondon", que liga o Centro-Oeste aos países andinos - Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela. A estratégia é exportar por meio do Oceano Pacífico para a China, favorencendo as relações comerciais, o desenvolvimento regional e a oferta de emprego e renda na região. Conforme a ministra, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deu "carta branca" para que ela desenhasse as rotas em conjunto o ministro Carlos Fávaro e o ministro do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes. 

"Nós tivemos carta branca do presidente Lula para desenhar junto com o ministro Waldez e Fávaro essas rotas de integração. É importante dizer que essas rotas não brigam uma com a outra, mas uma fortalece a outra. É fazer de Mato Grosso, que é o celeiro do Brasil, um acesso ao mundo asiático, aos países andinos, e trazer produtos mais baratos, que são os insumos do mel, fertilizantes e adubo. Essas rotas significam emprego na veia no Brasil, regiões mais pobres tendo a mesma qualidade de vida do Sul e do Sudeste. Não há como combater desigualdade social sem comabter a desigualdade regional", observou a ministra. 

LEIA MAIS: Governo executa 90% das obras da Zona de Processamento de Exportação em Cáceres

A ZPE de Cáceres é uma demanda antiga. Neste ano, o governador Mauro Mendes (União Brasil) investiu R$ 16 milhões na estrutura do local para receber as empresas. De acordo com Fávaro, é uma determinação de Lula viabilizar essa operação em Cáceres e, além de tratar da liberação com Geraldo Alckmin, a pauta também será discutida na assembleia nacional das ZPEs.

"É uma determinação do presidente Lula nós passarmos a ter planejamento de longo prazo. Isso está conectado em um novo momento que o Brasil vive das relações internacionais. As quatro emrpesas que solicitaram já terão vistorias do Ministério de Desenvolvimento no dia 3 de julho e, na próxima assembleia das ZPEs brasileiras, esse assunto será deliberado. Mas, antes disso, na próxima terça, temos uma agenda com o vice-presidente para colocar a aprovação dessas quatro empresas", explicou o ministro. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros