Sábado, 04 de Abril de 2020, 15h:48

Tamanho do texto A - A+

Mendes diz que ampliação do Hospital Metropolitano termina em abril

Por: REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes fez uma vistoria nas obras de ampliação do Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, na manhã deste sábado (04), ao lado de secretários de Estado, adjuntos e deputados estaduais.

Mayke Toscano/Secom-MT

Mendes nos novos leitos Metropolitano

 

No local, está sendo construída uma estrutura que abrigará 210 novos leitos, sendo 180 leitos de enfermaria e 30 UTIs, que servirão para atender aos casos graves de coronavírus.

A obra foi iniciada no dia 23 de março, há pouco mais de 10 dias, e está prevista para ser concluída no dia 20 de abril, ou seja, em menos de um mês.

“Viemos mais uma vez aqui vistoriar a obra. Graças a deus está em um ritmo muito bom. As pessoas estão trabalhando aqui de maneira muito acelerada. Estão de parabéns todos os trabalhadores, empresas e todos que estão nesse desafio de entregar essa ampliação, em tempo absolutamente recorde”, afirmou.

De acordo com o governador, a estrutura não se trata de um hospital de campanha, como muitos estados estão fazendo para atender de forma provisória os pacientes de covid-19.

“Essa é uma construção definitiva. Serão 180 leitos clínicos, de enfermaria, e mais 30 UTIs, que vão se somar a 10 UTIs existentes e outros 58 leitos. Então teremos aqui um hospital para ser entregue até o dia 20 de abril com 238 leitos clínicos e 40 UTIs dedicados exclusivamente ao coronavírus aqui na Baixada Cuiabana, sendo a nossa grande referência estadual. Além disso, temos os leitos do Hospital Estadual Santa Casa, que são 117 com mais 30 UTIs.”, explicou.

Mendes ressaltou que a ampliação dos leitos para atender as vítimas da pandemia está ocorrendo em todas as regiões de Mato Grosso.

Mayke Toscano/Secom-MT

Mendes nos novos leitos Metropolitano

 

“Estamos reservando leitos nos hospitais regionais de Sinop, Alta Floresta, Colíder, Cáceres, Rondonópolis e Sorriso. Também temos articulado com as prefeituras para disponibilizar mais leitos para o covid-19”.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, destacou que a unidade será imprescindível para que a população possa contar com um atendimento adequado para o tratamento da doença.

“Estamos em ritmo acelerado. Todo mundo trabalhando contra o relógio para dar condição de atender a população. Peço a todos que não se esqueçam de ficar em casa o máximo que puder e, ao sair, usem máscara”, disse.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho, também comentou a importância da obra nesse momento em que a sociedade precisa de ações concretas de combate ao coronavírus.

“Daqui a poucos dias poderemos ver o resultado dessa importante iniciativa”, frisou.

A obra

A força-tarefa para entregar a construção será rápida, pois a montagem das paredes está sendo feita com painel isotérmico, mesmo sistema usado na China. Um modelo eficiente de fácil montagem que otimiza o tempo de obra. O valor do investimento é estimado em R$ 2,5 milhões.  A compra dos materiais foi realizada diretamente com a fábrica, reduzindo assim o custo.

O processo para realizar a equipagem dos leitos já começou. De acordo com a secretária adjunta de Gestão Hospitalar, Caroline Dobes, estão sendo “adquiridos mais de cinco mil itens de diversos equipamentos para estruturar os novos leitos”. 

A escolha do Metropolitano se ao fato de o Hospital já ter toda a infraestrutura como referência. Ou seja, caso seja necessário levar o paciente para algum procedimento que requeira raio-x ou qualquer outro exame, será muito fácil e prático. O que não ocorreria se o local escolhido fosse um estádio, ginásio ou mesmo um hotel.

Credito: Mayke Toscano/Secom-MT
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei