Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Política Quarta-feira, 10 de Agosto de 2022, 08:37 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 10 de Agosto de 2022, 08h:37 - A | A

CANDIDATA AO GOVERNO

Márcia diz que Operação Capistrum foi um “grande equívoco” negando indicações na Saúde

Investigações que pesam contra a gestão Emanuel Pinheiro (MDB) são consideradas um dos pontos fracos da campanha de Márcia. Na noite da última terça, o prefeito anunciou que vai se licenciar para coordenar a campanha da esposa

RAYNNA NICOLAS
Da Redação

A primeira-dama de Cuiabá e candidata ao governo do Estado, Márcia Pinheiro (PV), negou qualquer interferência política na Saúde da Capital. Ela é investigada no âmbito da 'Operação Capistrum', que versa sobre supostas indicações políticas a cargos na Secretaria de Saúde do município.

“Nunca indiquei nenhum nome. O Emanuel sim, ele tem os DAS, que são indicações do prefeito, que ele tem essa prerrogativa, como é no Estado, como é no governo federal. Então, ele tem essa prerrogativa. Mas não houve essa [minha] indicação. Isso aí vai ser provado que foi um grande equívoco”, assegurou Márcia, nesta quarta-feira (10), em entrevista à Rádio Centro América.

As investigações que pesam contra a gestão Emanuel Pinheiro (MDB) são consideradas um dos pontos fracos da campanha de Márcia. Na noite da última terça, o prefeito anunciou que vai se licenciar para coordenar a campanha da esposa. Ele também admitiu que Márcia deve ser atacada por ter a imagem atrelada à prefeitura, mas garantiu que os adversários serão respondidos “à altura”, mas com “dignidade, condizente com a postura e o perfil de Márcia Pinheiro”.

À Centro América, a candidata ao governo reforçou que sua inocência será provada em uma "questão de tempo". 

"Essa operação, nós não entramos com nenhuma medida para que revertesse isso, deixando o Ministério Público livre para poder fazer essas investigações, mas em nenhum momento isso ocorreu e em uma questão de tempo, nós seremos inocentados, com certeza", disse.

Até o momento, Márcia tem apresentado como mote de campanha as ações sociais desenvolvidas no âmbito da Prefeitura de Cuiabá, dentre elas, programas de qualificação profissional e de combate à fome.

“Estamos com 300 mil pessoas abaixo da linha da pobreza no nosso Estado e nós queremos levar a nossa experiência como primeira-dama de Cuiabá. Estamos aí em primeiro lugar em vários projetos nacionais e queremos levar isso para todo o Estado. Acho que o nosso forte é a gestão humanizada para todo Mato Grosso”, afirmou Márcia.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros