Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Política Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 15:40 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 15h:40 - A | A

SUSPEITA DE FRAUDE

Lula afirma que "falcatrua" em empresa forçou cancelamento do leilão do arroz

Uma das companhias investigadas é a Bolsa de Mercadorias de MT, de propriedade de ex-assessor do ex-secretário de Polícia Agrícola do Mapa, Neri Geller

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que uma "falcatrua" forçou o cancelamento do leilão do arroz. Lula fez referência à suspeita de fraude entre as empresas concorrentes, sendo uma delas a Bolsa de Mercadorias de MT, cujo proprietário é o empresário Robson França, ex-assessor do ex-secretário de Política Agrícola do Ministério de Agricultura e Pecuária, Neri Geller (PP). De acordo com Lula, o governo federal promoveu o certame para importar o grão para evitar a inflação do preço do arroz, em razão das inundações no Rio Grande do Sul, maior produtor brasileiro do grão. 

"Tomei a decisão de importar 1 milhão de toneladas. E, depois, tivemos a anulação do leilão porque houve uma falcatrua numa empresa. Por que eu vou importar? Porque o arroz tem que chegar na mesa do povo no mínimo a R$ 20 o pacote de cinco quilos. Que compre a R$ 4 um quilo de arroz, mas não dá pra ser um preço exorbitante", disse o presidente à Rádio Meio FM, de Teresina, no Piauí, conforme noticiado pelo portal G1. 

LEIA MAIS: Conab vai qualificar empresas antes da fase de lances do leilão do arroz, explica Fávaro

Quando Neri Geller começou a ser vinculado ao escândalo do arroz, o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro (PSD), reuniu-se com o presidente. O ministro disse em oitiva à Comissão de Agricultura na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, que Lula "sugeriu" que Geller pedisse demissão.

Nesta sexta-feira, Carlos Fávaro confirmou que o governo federal irá realizar outro certame. Como precaução, o processo foi repensado. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) terá conhecimento antecipado do perfil das empresas para "melhorar o padrão" antes dos lances. A Controladoria Geral da União (CGU) e a Advocacia Geral da União (AGU) acompanham a organização do certame. 

Além de fazer a importação, Lula também falou que o Ministério da Agricultura vai disponibilizar recursos para que outras regiões do país produzam arroz, ampliando a oferta para regular o preço. 

"Vamos inclusive financiar áreas de outros estados produtivas de arroz para não ficar dependendo apenas de uma região. Vamos oferecer um direito dos caras comprar (sic) e a gente vai dar uma garantia de preço para que as pessoas não tenham prejuízo", disse o presidente. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros