Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 09h:26

Tamanho do texto A - A+

Com registro da décima morte, prefeito endurece medidas em Nova Mutum

Por: WELLYNGTON SOUZA

A Prefeitura de Nova Mutum (a 243 km de Cuiabá) confirmou na noite desta segunda-feira (29) a décima morte em decorrência da Covid-19. Para conter o avanço da pandemia, o prefeito Adriano Pivetta (PDT) publicará um novo decreto endurecendo as medidas de prevenção do coronavírus.

Reprodução

adriano.jpg

 Prefeito de Nova Mutum Adriano Pivetta (PDT)

A vítima era uma mulher, de 68 anos, que estava internada no Hospital Regional de Sinop. Além da idade – fator que integra o grupo de risco da doença, o município não informou ainda se ela tinha alguma comorbidade para a Covid-19.

Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, Nova Mutum contabiliza 451 casos confirmados de coronavírus. Dos pacientes diagnosticados, 17 estão hospitalizados, 157 em isolamento domiciliar e 267 recuperados, que não apresentam mais nenhum sintoma da Covid-19.

O prefeito publicará um novo decreto nesta terça-feira (30) determinando novas regras de combate a disseminação da Covid-19, entre elas, a proibição de funcionamento de bares, conveniências, lanchonetes e igrejas. Além disso, as academias deverão funcionar apenas com atendimento de personal trainer. Já o comércio terá autorização para funcionar até 20h30.

Conforme o prefeito, o toque de recolher permanece das 21h às 5h. As distribuidoras de bebidas poderão funcionar somente na modalidade delivery (entrega em domicílio) e a utilização de praças e parques públicos segue proibida o acesso.

“Estamos trabalhando para que haja um menor impacto na atividade comercial, visto que medidas mais duras afetam a todos. Estou muito preocupado com os empregos e quero fazer o que for possível para evitarmos possíveis demissões, por isso, mais uma vez peço a todos que façam sua parte. Se todos cumprirem as medidas é possível sairmos dessa situação delicada”, afirmou.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei