Política Domingo, 26 de Junho de 2022, 08:22 - A | A

Domingo, 26 de Junho de 2022, 08h:22 - A | A

SAÚDE PÚBLICA

Câmara Setorial da Oncologia debate tratamento de câncer em Mato Grosso

Pacientes, gestores, hospitais e profissionais de saúde discutem caminhos para agilizar atendimento e tratamento de câncer nesta segunda

DA REDAÇÃO

Reprodução

image

Reprodução

 

Nesta segunda-feira (27), começa a funcionar a Câmara Setorial Temática (CST) de Assistência Aos Pacientes Oncológicos, que vai debater o tratamento de pacientes com câncer na saúde pública em Mato Grosso. A CST foi requerida pelo deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) e será instalada em reunião na segunda, às 16 horas, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. A Câmara tem prazo de 180 dias para concluir os trabalhos, prorrogáveis por mais 180 dias.

Associações de pacientes, profissionais de saúde, gestores estaduais e municipais, hospitais e serviços de oncologia integram a CST, que tem como objetivo discutir, avaliar, acompanhar e fomentar políticas públicas para assistência aos pacientes oncológicos em Mato Grosso. “Essa composição ampla e representativa será importante para organizar o atendimento das pessoas com câncer e assegurar o tratamento no tempo certo, com qualidade, para que as pessoas tenham maior chance de cura”, disse Lúdio.

A formação da CST foi um dos encaminhamentos da audiência pública realizada em 18 de março na Assembleia Legislativa, que debateu as dificuldades dos pacientes com câncer em Mato Grosso. Entre as questões mais graves levantadas pelos pacientes, estão o atraso no diagnóstico e no tratamento. “A maioria das pessoas percorrem uma via crucis para conseguir ter o diagnóstico de câncer e, depois disso, ainda sofrem com a espera pelo tratamento”, observou Lúdio.

“Na Câmara Setorial, vamos debater desde a prevenção, exames de rastreamento e detecção precoce para evitar o agravamento, passando pelo tratamento de qualidade no tempo certo para alcançar a cura, até os cuidados paliativos das pessoas em estágio terminal. E existem questões específicas que precisam ser resolvidas com mais urgência ainda. Por exemplo, há um equipamento de radioterapia na Santa Casa que já deveria ter sido substituído há muito tempo, pois está literalmente queimando as pessoas que estão realizando radioterapia”, explicou Lúdio.

 COMPOSIÇÃO:

Janaina Santana de Oliveira - Presidente da AAPOC
Ivana Mara Mattos Mello- Superintendente do Qualivida da AL/MT
Elizeth Lúcia de Araújo - Assistente Social/Analista Técnica
Adriana Catteli Correa – Representante do MT Mamma
Adriana Aleixo Venturoso – Representante dos Pacientes Oncológicos da Igreja Batista
Cleuza Dia Leite- Representante do MT Mamma
Danubia Rodrigues Barão da Costa Rondon- Representante da AAPOC
Maria Gabriela Boabaid Teixeira- Representante dos Pacientes Oncológicos de MT
Geny Catarina de Almeida Lopes- Representante da Sociedade Civil
Marineze de Araújo Meira- Representante do COSEMS
Cleide Maria Anzil- Representante do COSEMS
Cleuza Dias- representante do MT Mamma
Luciana L. F. da Silva Ribeiro- representante do MT Mamma
Eduardo Romero- Representante dos oncologistas do Hospital de Câncer
Verônica Oliveira- Representante dos oncologistas do Hospital de Câncer
Cristina Guimarães Inocêncio- Presidente do GAPCAN e médica oncologista
Nídia Fátima Ferreira- Psicóloga e Representante do GAPCAN
Ana Carolina Machado Landgraf- Coord. de Atenção às Doenças Crônicas da SES/MT
Helga Yuri Doi Monteiro de Arruda- Técnica de Atenção às Doenças Crônicas da SES/MT
José Alfredo Sejópolis- Médico da Central da Regulação Estadual
Dúbia Beatriz O. Campos- Superintendente de Regulação da SES/MT
Silvia Negri- representante da gestão do Hospital de Câncer de MT
Manoela Regina Alves Correa Barros- Radioterapeuta do Hospital de Câncer de MT
Rafael Sodré- Cirurgião oncológico do Hospital de Câncer de MT
Alvina Lopes- assistente Social do Hospital de Câncer de MT
Jessyka Leite de Oliveira- Assistente Social da AACC
Getúlio Dornellas Madonezzi- Representante da Casa Transitória Irmã Dulce
Bianca Talita Santos Franco- executiva da Santa Casa de Rondonópolis

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros