Domingo, 16 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Política Segunda-feira, 13 de Maio de 2024, 11:34 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 13 de Maio de 2024, 11h:34 - A | A

ÚLTIMA APARIÇÃO

Amália ligou para pré-candidato do PL e minimizou tumor antes de cirurgia: "cistinho"; veja vídeo

Deputada federal demonstrou estar positiva quanto ao tratamento e disse que estaria de volta ao trabalho em 20 dias, porém, não resistiu depois de permanecer 11 dias na UTI

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

Uma das últimas agendas políticas da deputada federal Amália Barros (PL) foi em apoio ao lançamento da pré-candidatura à Prefeitura de Lucas do Rio Verde (a 333 km de Cuiabá) de Cristiano Ossuci (PL). A deputada participou por chamada de vídeo e explicou que não conseguiu atender o convite do deputado estadual Gilberto Cattani (PL), por estar em São Paulo para fazer a retirada de tumor na "cabeça" do pâncreas. Amália demostrou estar positiva quanto à sua recuperação e minimizou o problema, chamando a formação de "cistinho". Ela chegou a afirmar que iria "sair dessa".  

LEIA MAIS: Amália Barros sonhava ser mãe e decidiu retirar nódulo do pâncreas para implantar óvulos

"Quero pedir desculpas por não poder estar aí com vocês. Estou em São Paulo, pois terei de passar por uma cirurgia. Vou ficar em São Paulo nos próximos 15 dias internada, mas está tudo bem, vou sair dessa. Estou com cistinho, um tumorzinho na cabeça do poâncreas e vou ter que tirar", disse Amália Barros. 

O tumor, segundo a deputada, era uma formação benigna. Porém, era necessário fazer a cirurgia para que não evoluísse para algo mais grave. Sua projeção era estar de volta ao trabalho em, no máximo, 20 dias. No entanto, ao completar 11 dias de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Villa Nova Star, em São Paulo, e passar por seis procedimentos invasivos, ela não resistiu. 

Outro motivo pelo qual Amália Barros se submeteu à cirurgia era o desejo de ser mãe. Conforme noticiado pelo HNT, o presidente do PL em Mato Grosso, Ananias Filho, revelou que ela estava cuidando da saúde, pois pretendia engravidar até o final de 2024. 

"Mas já deu tudo certo, é um cisto benigno e o dr. Macedo quer operar logo para impedir que se torne algo maior. Deus foi tão bom que descobri muito cedo e só por isso não estou por aí com vocês, saúde tem que estar em primeiro lugar. Vou estar com vocês assim que eu melhorar e tiver alta. Contem comigo nessa campanha para gente voltar em 2026, isso passa pelas eleições de 2024. Vocês podem contar com todo o meu apoio. Em 20 dias, estou boa e novinha em folha para estar aí com vocês", falou Amália antes de desligar. 

VEJA VÍDEO

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros