Segunda-feira, 24 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,42
euro R$ 5,81
libra R$ 5,81

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,42
euro R$ 5,81
libra R$ 5,81

Polícia Domingo, 14 de Outubro de 2018, 12:43 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 14 de Outubro de 2018, 12h:43 - A | A

BALEADO EM TROCA DE TIROS

Politec identifica índio morto durante ataque a base da Funai

LUIS VINICIUS

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) identificou o índio assassinado a tiros em um confronto entre indígenas e trabalhadores da Fundação Nacional do Índio (Funai), na última quarta-feira (10), na cidade de Colniza (1.070 km de Cuiabá). A vítima foi identificada como Erivelton Tenharin, de 43 anos.

 

pm colniza.jpeg

 

Conforme informações da Polícia Militar da cidade, Erivelton e os outros indígenas invadiram a sede da Funai, após estourarem o cadeado de uma porteira. Houve tiroteio e o indígena de 43 anos morreu.

 

Os agentes explicaram que o ataque ocorreu depois que um morador da região que se apresentava como indígena, reuniu um grupo de pessoas armadas e avisou por um aplicativo de telefone celular que atacaria a base da Funai.

 

O coordenador da Funai estava assistindo TV quando ouviu um barulho de carro se aproximando do local e percebeu que se tratavam dos indígenas. Como eles já haviam sido ameaçados, as vítimas já estavam preparadas e revidaram ao ataque.

 

Durante o tiroteio, Erivelton foi atingido com disparos e morreu ainda no local. O corpo do indígena foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

 

No local do crime, foram apreendidas oito armas de fogo que pertecem à Funai e entregues à Polícia Federal para perícia.

 

A segurança na reserva indígena está sendo feita pela Força Nacional e agentes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros