Domingo, 21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Polícia Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 12:20 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 12h:20 - A | A

OUTRAS 2 ATRAÍRAM VÍTIMA

Mulher presa na "Sicários" filmou tortura e morte de motorista de aplicativo, diz delegado

Crime contra Jonas de Almeida Silva ocorreu em 2019, quando ele tinha 26 anos; vítima foi torturada e queimada e o motivo seria "situação amorosa"

JOLISMAR BRUNO E SABRINA VENTRESQUI
DA REDAÇÃO/DO LOCAL

O delegado de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP), Maurício Maciel, disse que uma das mulheres presas nesta quinta-feira (13), em cumprimento da 'Operação Sicários', da Polícia Civil, filmou a morte do motorista de aplicativo Jonas de Almeida Silva, em 2019, em Várzea Grande. A suspeita, que não teve o nome revelado, foi presa juntamente com outras duas mulheres que teriam atraído a vítima. O motivo do crime, segundo o delegado, seria uma "situação amorosa".

A ação cumpriu mandados de prisões, buscas e apreensões contra integrantes de facções criminosas envolvidos em homicídios nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande. 

LEIA MAIS: Motorista de aplicativo foi morto por membros do Comando Vermelho

"Nesse caso específico, foram três mulheres. Duas tinham relação com a vítima e atraíram ela, e a outra presenciou toda tortura [e] filmou a tortura. Esses vídeos foram obtidos por meio do celular dela, que foi apreendido em uma outra situação em Querência (755 km de Cuiabá). Conseguimos trazer isso para investigação", disse. Conforme o delegado, Jonas "foi bastante torturado". 

Na época, conforme reportado pelo HiperNotícias, o corpo de Jonas de Almeida, morto aos 26 anos, foi encontrado carbonizado no porta-malas de um veículo por um chacareiro, em região de mata do bairro São Matheus. Ele tinha desaparecido e só foi encontrado morto. As primeiras investigações apontaram que a vítima tinha sido executada por integrantes do Comando Vermelho. O motivo não foi revelado. 

Segundo Maurício Maciel, todos os envolvidos no crime irão responder pelos atos, conforme o tipo de participação. 

"Isso tudo cabe uma análise. Mas toda ação que é relevante para produção do resultado gera responsabilização. Autores, coautores, pessoas que executam os atos, partícipes que contribuem de alguma forma para que aquilo ocorra, todos vão estar sujeitos na medida da culpabilidade de cada um, a responder pelo crime", disse o delegado. 

OPERAÇÃO SICÁRIOS

Os mandados judiciais são cumpridos em Cuiabá, Várzea Grande e na cidade de Goiânia (GO). Outro caso apurado pela ação é o de Onyclei de Souza, conhecido como ‘Jhony, Trocado' ou 'Japão', usuário de drogas que foi espancado até a morte por furtar a motocicleta de um traficante. O crime ocorreu em março de 2023. 

LEIA MAIS: Operação cumpre 16 mandados judiciais contra autores de homicídios em Cuiabá e Várzea Grande

 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros