Terça-Feira, 28 de Agosto de 2018, 10h:16

Tamanho do texto A - A+

Mulher é estuprada ao sair de culto evangélico; vítima disse que agressor teve vários orgasmos

Por: LUIS VINICIUS

A Polícia Militar prendeu na noite de segunda-feira (28), E.V.J., de 41 anos, suspeito de estuprar uma mulher, após a vítima sair de um culto em igreja evangélica, na noite de domingo (26), no bairro Mathias Neves, em Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá). Aos policiais, a vítima disse que o acusado não usou preservativo e teve vários orgasmos.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

policia militar a noite

 A prisão do suspeito foi feita pela Polícia Militar

A prisão foi realizada um dia depois a violência, na segunda-feira (27). Conforme informações do boletim de ocorrência, policiais do 5º Batalhão foram chamados para atender um caso de estupro em uma residência do bairro.

 

Na casa, a mulher informou que foi estuprada no domingo. Ela contou que o suspeito é seu vizinho e que ele constantemente a assediava, pedindo para que a vítima namorasse com ele e até a pediu em casamento.

 

A mulher relatou que é evangélica e que ao ir à igreja com os dois filhos se surpreendeu ao ver o homem na celebração. Ao término do culto, a mulher ficou mais algum tempo na Igreja pra fazer suas orações e pediu para o suspeito levar seus filhos até a sua residência, pois não sabia a que horas a oração iria terminar.

 

Após o pedido, o suspeito levou os filhos da mulher até a casa da avó.

 

Ao término da oração, a vítima foi casa. O trajeto passava em frente a casa do acusado e, ao ver a mulher, ele foi em sua direção e a convidou para entrar. Ela recusou o convite, o que irritou o vizinho.

 

O homem, então, segurou na cabeça e no quadril da vítima, a empurrando para dentro de sua casa.

 

No imóvel, ele pediu para a mulher tirar a roupa, mas ela se negou. Neste momento, ele a empurrou na cama e tirou a roupa da mulher a força. Logo em seguida, ele a estuprou.

 

A mulher contou que o estuprador a segurou até que ele tivesse vários orgasmos. O acusado não usou preservativo. Para provar a denúncia, a vítima apresentou as roupas que usava no dia do abuso e deixou a disposição da polícia para ser realizados exames.

 

A vítima contou aos policiais que possui hematomas nos seios e reclama de dores nas partes íntimas. Ao ser questionada, ela disse que o estupro é recorrente, pois em agosto de 2017, ela foi estuprada pelo mesmo homem.

 

Diante disso, os policiais realizaram rondas pela região e conseguiram localizar o suspeito em sua casa. Ele foi detido e encaminhado à delegacia para prestar depoimento ao delegado de plantão. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Avalie esta matéria: Gostei +6 | Não gostei - 6

Leia mais sobre este assunto




7 Comentários

Antonio Carlos - 08/12/2019

Além do que já comentaram desse conto erótico acrescento a tranquilidade da vítima solicitar uma viatura para registrar o BO somente 24 horas depois do ocorrido, o delegado foi muito ingênuo em acreditar nisso na minha humilde opinião o que ocorreu foi dela ter se arrependido de transar com o vizinho antes do casamento e para não ser expulsa da igreja evangélica inventou esse estupro

Vanice - 03/09/2018

Tinha que investigar direito se ele tinha estuprado ela anteriormente por que seu seus filhos para ele levar pra casa história pra boi dormir

Julia - 30/08/2018

Isso ta mais pra conto erótico kkkk

marcelao - 29/08/2018

pera ai e deu tempo do cara gozar varias vezes humm ta muito mal contada isso

Critico - 28/08/2018

Essa estorinha tá muito mar contada. Pediu pro estuprador levar os filhos pra casa? E mais, porque não gritou pedindo socorro?

KKK - 28/08/2018

ENTÃO O CARA ESTUPROU ELA EM 2017 E ELA PEDE PRA ELE LEVAR OS FILHOS PRA CASA KKKKKK TA DE BRINCADEIRA.

Cicero - 28/08/2018

A vida é uma grande pergunta em busca de uma grande resposta.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA