Mundo Terça-feira, 25 de Outubro de 2011, 18:00 - A | A

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011, 18h:00 - A | A

TRAGÉDIA

Menino de dez anos é resgatado 54 horas após tremor na Turquia, diz TV

Equipes trabalharam durante toda a tarde para salvar Serhat Gul, preso desde domingo nos escombros de sua casa

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Um menino de dez anos foi resgatado nesta terça-feira dos escombros de sua casa na província de Van, mais de 54 horas após o terremoto que devastou esta região do leste da Turquia no último final de semana, informaram redes de TV.

As equipes trabalharam durante toda a tarde para salvar Serhat Gul, preso desde domingo (23) nos escombros de sua casa no centro da cidade de Van, informou o canal NTV.

O menino foi levado imediatamente de ambulância a um hospital, acrescentou a rede.

Horas antes, um bebê, sua mãe e sua avó foram resgatados com vida dos escombros de sua casa em Ercis, a cidade mais devastada pelo violento terremoto de domingo.

Os socorristas resgataram primeiro a pequena Azra, de apenas 15 dias, e pouco depois sua mãe e sua avó, Seniha e Gulzade Karaduman, respectivamente.

Burhan Ozbilici/Associated Press

Equipes de resgate recolhem escombros em Ercis, no sul da Turquia, após terremoto

MORTOS

O número de mortos no terremoto já chega a ao menos 432, e há ainda 1.352 feridos.

O balanço foi atualizado nesta terça-feira em um comunicado divulgado pelas autoridades turcas da Afad (Administração de Desastres e Emergências), que gerencia a crise.

No início do dia, o balanço do órgão indicava 366 mortos e desmoronamento de 2.262 edifícios por causa do terremoto de magnitude 7,2 que abalou a província de Van na tarde de domingo.

A maior parte das vítimas foram encontradas nas cidades de Ercis, que tem 75 mil habitantes, e em Van, a capital regional, com um rico patrimônio histórico e situada às margens de um lago cercado por montanhas e com população de 380 mil moradores. As duas localidades ficam próximas do Irã, com população majoritária de curdos.

Ainda há muitos desaparecidos, por isso o número de vítimas deve aumentar. A Afad anunciou o envio de € 1,2 milhão à delegação do governo de Van para atender as necessidades básicas iniciais. No entanto, o governo de Ancara ainda não aceitou ajuda de equipes estrangeiras.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros