Terça-feira, 16 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,94
libra R$ 5,94

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,94
libra R$ 5,94

Justiça Sexta-feira, 23 de Setembro de 2022, 14:55 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 23 de Setembro de 2022, 14h:55 - A | A

R$ 200 MI EM TRIBUTOS

Justiça suspende CPI em Cuiabá que investigava bancos e operadoras de cartões

Magistrado diz que vereadores abriram investigação sem fundamento e repetindo CPIs anteriores

RAFAEL COSTA
Da Redação

O juiz da 2ª Vara Especializada da Fazenda Pública, Márcio Aparecido Guedes, determinou a suspensão da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) em andamento na Câmara Municipal de Cuiabá que investigava a suspeita de sonegação de impostos em R$ 200 milhões do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza), cometidos por bancos e operadores de cartões de crédito.

A decisão em caráter liminar atendeu pedido da Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

O magistrado ressaltou na decisão que a CPI foi aberta apenas com fundamentos genéricos a respeito dos temas abordados, sem a devida indicação, o que dificulta o direito constitucional de ampla defesa e contraditório e tampouco saber de quais irregularidades são acusadas.

"Esta suposta ilicitude não autoriza a abertura de uma CPI para apurar fatos indeterminados como os apresentados, posto que em dissonância à legislação constitucional e infraconstitucional", diz um dos trechos.

A decisão também ressalta que a CPI aberta pelos vereadores representa uma terceira abertura de investigação com o mesmo objetivo.

"Embora reste demonstrada a observância do requisito consistente na formulação do requerimento de instauração de CPI assinado por 1/3 dos vereadores, é de se notar, num juízo de cognição sumária, a ausência de temporalidade, já que por não possuir uma medida temporal dos supostos indícios, denota-se que a nova CPI da Sonegação Fiscal resulta na tentativa de continuidade de 3 outras CPIs", destaca.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros