Economia Segunda-feira, 03 de Outubro de 2011, 10:25 - A | A

Segunda-feira, 03 de Outubro de 2011, 10h:25 - A | A

HORÁRIO DE VERÃO

Economia de energia registrada é a maior dos últimos anos em MT

Redução foi possível por causa do horário de verão que este ano começa a partir das zero hora do dia 16 de outubro

Imagem de Internet

Com início marcado para o terceiro domingo do mês de outubro (16), o horário de verão já está em sua 41ª edição e a redução da demanda de energia no horário de pico, em Mato Grosso, vem alcançando índices superiores a cada ano que passa. Só para se ter ideia, no último ano o índice registrado foi de 5,36%. Isso significa um aumento de 18% quando comparado a edição 2009/2010 com 4,55%.

De acordo com o gerente de Operações do Sistema da Cemat, Teomar Magri, a economia de energia é possível porque o adiantamento do horário brasileiro em uma hora permite que a carga referente à iluminação seja acionada mais tarde do que no horário normal.

“Com isso, a entrada da iluminação deixa de coincidir com o consumo existente ao longo do dia no comércio e na indústria, cujo montante se reduz após as 18 horas”, explica.

Nos municípios do estado abastecidos pelo Sistema Interligado Nacional (SIN), a redução no consumo de energia no período chegou a 1,06%, gerando uma economia de 24.962,77 MWh. Esse montante é suficiente para abastecer por um ano e dois meses uma cidade do porte de Chapada dos Guimarães (localizada a 61 km de Cuiabá).

Já nas localidades atendidas por Sistema Isolado, a economia chegou a 78,55 MWh, energia suficiente para abastecer por 17 dias o município de Rondolândia (1.600 km da capital). Neste caso, há um grande ganho ambiental, já que 23.564 litros de óleo diesel deixaram de ser queimados.
Segundo Teomar Magri, isso ocorreu porque nos meses de agosto e setembro de 2010 (período que antecede o horário de verão), foram registradas temperaturas mais altas e menos chuvas em relação ao mesmo período do ano anterior.

“A combinação desses fatores climáticos nos meses que antecedem o horário de verão reflete em uma economia maior, já que a entrada do horário especial coincide com o período chuvoso em Mato Grosso - em que a redução no consumo de energia já é esperada”, assegura.

Quanto à economia do Sistema Isolado, a redução também aumentou em relação à edição passada do horário de verão e superou as previsões da Cemat, que era de uma economia de 53,95 MWh de energia e de 16.183 litros de óleo diesel.

Para este ano, a Cemat ainda não possui estimativa de economia de energia no período em que ocorrerá no horário de verão, mas espera que esta seja maior do que o número que vem sendo registrado.

Vale ressaltar que o horário de verão é uma instituição do governo federal por meio do Decreto nº 6.558 que prevê que o término aconteça no terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte. Assim, o fim deveria ocorrer dia 14 de fevereiro de 2012, mas por coincidir com o domingo de carnaval, o horário de verão será prorrogado para dia 19 do mês onde os relógios serão atrasados em uma hora.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros