Cidades Terça-feira, 14 de Junho de 2011, 07:00 - A | A

Terça-feira, 14 de Junho de 2011, 07h:00 - A | A

CIDADE SUJA

Terrenos baldios em área nobre de Cuiabá estão na lista dos mais multados

Segundo a Smaaf, proprietários não querem mexer no bolso para a manutenção dos locais

ALIANA F. CAMARGO
aliana@hipernoticias.com.br

Mayke Toscano/Hipernotícias
Rua E, paralela a avenida Historiador Rubens de Mendonça, não tem como pedestre transitar pela calçada por causa da quantidade de lixo na calçada

Proprietários dos terrenos baldios da avenida Rubens de Mendonça estão na lista dos que mais recebem multas pela Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura (Smaaf) de Cuiabá por não manterem os locais limpos. Calçadas dessa via, que tem o metro quadrado mais caro da Capital, e ruas paralelas estão entupidas de lixo. 

O coordenador de fiscalização de terrenos baldios da Smaaf, Antônio Carlos de Oliveira, informou que somente em maio deste ano foram aplicadas 121 multas e algumas já são reincidentes, e a maioria dessa penalidades são registradas em locais onde as áreas são consideradas nobres.  “A maior parte desses infratores têm grandes terrenos em áreas como a avenida Rubens de Mendonça, que está se tornando um dos centros comerciais mais importante da Capital”.

A rua E paralela a avenida Rubens de Mendonça é uma entre as várias existentes em Cuiabá onde os  proprietários de terrenos baldios deixam à revelia a limpeza do local, não constroem calçadas e tampouco fazem a manutenção.

Antônio Carlos aponta que o maior problema é que os proprietários não querem mexer no bolso e regularizar seus terrenos que deixam a cidade com aspecto de suja. “A coordenadoria de terrenos baldios notifica os proprietários e dentro de 10 dias deve fazer a limpeza dos terrenos. E damos um prazo de 30 dias para fazer a calçada e o muro”, explica Antônio. 

Mayke Toscano/Hipernotícias
Donos de terreno não querem mexer no bolso para fazer a manutenção dos locais, disse coordenador dos terrenos baldios da Capital

A multa, segundo Antônio Carlos pode chegar até R$ 5,8 mil ou mais, de acordo com o gravidade. Em épocas de queimadas, os trabalhos se intensificam ainda mais.

Porém, todo o esforço por parte dos 10 funcionários da Smaaf se esbarra na falta de uma pena maior para os proprietários dos terrenos que muitas vezes não dão a mínima para as notificações. “Agora aplicamos a multa e enviamos os nomes dos proprietários para o Ministério Público Estadual”, comenta o coordenador.

Através do telefone 3645-6110 interessados podem fazer reclamações em situações de sujeira em terrenos baldios.

SOBRE O LIXO

A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), disse que a coleta do lixo em vias públicas será intensificada. Veja nova programação da coleta  aqui

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros