Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 11h:20

Tamanho do texto A - A+

Sindicato aciona Justiça para que VG providencie água e sabão para médicos

Por: KHAYO RIBEIRO

O Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed) acionou a Justiça do Trabalho para que a prefeitura de Várzea Grande atenta às recomendações do Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) e providencie insumos básicos para o trabalho dos profissionais da saúde. Por meio de uma ação civil pública, a categoria demandou álcool 70%, papel toalha, água e sabão.

REPRODUÇÃO

MEDICO

 

Diante da solicitação do sindicato, o Executivo de Várzea Grande foi acionado. Ao HNT/HiperNotícias, a comunicação da prefeitura pontuou que, para a área da saúde, todos os equipamentos já estão disponíveis.

O assessor jurídico do sindicato, Bruno Álvares, informou que a ação civil solicitava, além dos itens anteriormente citados, ambulâncias, oxímetro, máscaras e soro fisiológico. A demanda por parte do sindicato é para que haja insumos básicos no combate ao Covid-19, o coronavírus.

“Se um médico trabalha sem equipamentos de proteção, ele se torna um potencial vetor e pode transmitir para a população. Um médico a menos nessa situação de pandemia, já que terá que ficar pelo menos 15 dias em quarentena, irá ser mais um prejuízo para o combate ao coronavírus”, apontou o médico Adeíldo Lucena.

À reportagem, a prefeitura esclareceu que os profissionais da saúde contam, sim, com os equipamentos de proteção necessários e demais insumos básicos. Além disso, o Executivo informou que novos materiais já estão em processo de negociação. Confira o posicionamento da prefeitura na íntegra abaixo:

Todos os servidores da área de Saúde de Várzea Grande, são atendidos com os equipamentos exigidos pelas normais legais da ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária e Ministério da Saúde;

 - Os EPIs – Equipamentos de Proteção Individual estipulados nas normas da ANVISA como máscaras, gorros, luvas, preparação alcoólica 70%, avental estão disponibilizados para todos os servidores da área da saúde;

 - Eventuais pedidos fora das determinações da ANVISA ou para outras categorias, passam por análise do Comitê de Enfrentamento da Novo Coronavírus, resguardando em primeiro lugar os servidores da saúde pública municipal de Várzea Grande.

  As Secretarias Municipais informam ainda, que estes mesmos esclarecimentos foram também prestados ao Ministério Público do Trabalho, ao Ministério Público de Mato Grosso na Promotoria de Justiça de Várzea Grande, que foram convidados para visitar as unidades de saúde e presenciar todos os esforços feitos para o combate ao Coronavírus, inclusive nos cuidados para com os servidores da Saúde Público.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei